Tulipa: «Temos aqui muito boa gente que não tem jogado» - TVI

Tulipa: «Temos aqui muito boa gente que não tem jogado»

Vizela-Benfica (MANUEL FERNANDO ARAUJO/LUSA)

Treinador do Vizela sublinha profissionalismo e caráter de Alexander Schmidt, que viajou com a equipa para Portimão e ficou de fora das opções. Vizelenses venceram por 1-0 no duelo da 25.ª jornada

Relacionados

Declarações do treinador do Vizela, Tulipa, à SportTV, após a vitória por 1-0 ante o Portimonense, em Portimão, em jogo da 25.ª jornada da I Liga:

[Se o Vizela podia ter aproveitado melhor a vantagem numérica:] «Julgo que há mérito, também, do adversário, no fechar o espaço. Nós encontrávamos jogo para circular já em meio-campo ofensivo, não somos uma equipa muito atrevida através de cruzamento. Ou seja, esse tipo de jogo não liga muito com o que é a nossa ideia. Foi preciso ter paciência. Era preciso a bola, se calhar, circular mais rápido.»

«A montagem do Paulo [Sérgio] também foi inteligente, depois de perder uma unidade. Ou seja, ficou numa linha de cinco, mais dois médios, mais dois homens à frente. Os dois homens da frente, quando avançamos com a circulação, têm de ser controlados, porque são rápidos e no momento após a recuperação ativam a profundidade e é difícil pará-los.»

«Foi um jogo em que tivemos dificuldades, mas acabámos por ter a sorte, no fundo, que não tivemos em alguns outros jogos que jogámos bem. Parabéns aos jogadores.»

«Como sabem, as nossas decisões de treinador obrigam a que não possam jogar todos e temos aqui muito boa gente que não tem jogado. A nossa administração fez que com viéssemos dois dias antes, que tivéssemos todas as condições para abordar bem este jogo, mas acabámos por não ter um jogador no jogo, que é o Schmidt, que é um excelente profissional, um homem com caráter. Ainda deixámos dois em Vizela. esta sorte que temos hoje é um bocadinho também para esses jogadores, que andam na antecâmara do sucesso, porque não jogam tanto, mas têm qualidade e de certeza vão ter oportunidade.»

[Manutenção mais perto:] «Sim, 32 pontos, estamos no caminho certo. Não esquecer o que foi feito. Chegámos e continuámos a fazer bem, responsabilidade do clube e dos jogadores, inexcedíveis no seu trabalho.»

Continue a ler esta notícia

Relacionados