Linda Evangelista revela a sua longa e privada batalha contra o cancro da mama - TVI

Linda Evangelista revela a sua longa e privada batalha contra o cancro da mama

  • CNN
  • Jacqui Palumbo
  • 7 set 2023, 10:00
Linda Evangelista (ver descrição e crédito nas fotos)

Supermodelo foi diagnosticada com cancro da mama duas vezes em cinco anos.

Linda Evangelista revelou que tem sido tratada secretamente contra o cancro da mama no último ano - e que é a segunda vez que lhe é diagnosticada a doença.

A supermodelo disse ao Wall Street Journal que foi submetida pela primeira vez a uma mastectomia bilateral depois de uma mamografia anual ter detectado o cancro em dezembro de 2018. Ela pensou que "estava bem e pronta para a vida", explicou, mas em julho passado descobriu um novo caroço no peito. Agora, diz ela, seu prognóstico é "bom", tendo sido submetida a mais cirurgias, quimioterapia e radiação.

Evangelista revelou os problemas de saúde actuais numa nova entrevista ao WSJ. Steven Meisel
A supermodelo foi diagnosticada com cancro da mama duas vezes em cinco anos. Steven Meisel

"Apenas um punhado de pessoas sabia. E eu não sou uma daquelas pessoas que tem de partilhar tudo", disse Evangelista ao WSJ. "Pensei para mim mesma: um dia vou partilhar isto, mas enquanto estou a passar por isto, nem pensar. Não quero o 'Daily Mail' à espera à minha porta, como fazem sempre que acontece alguma coisa."

A revelação de Evangelista faz parte de uma longa entrevista pessoal com a publicação, antes do lançamento de um novo livro sobre a sua relação profissional com o fotógrafo Steven Meisel, que durou toda a sua carreira.

Para a capa digital da edição de outono da revista Men's Style, Evangelista posa para um conjunto romântico de imagens a preto e branco, captadas por Meisel, que a mostram na cama. O seu cabelo, disse ela ao WSJ, está "todo novo" depois da quimioterapia. "Voltou muito escuro. Está ainda mais encaracolado do que costumava ser".

Encenando um regresso

No ano passado, Evangelista fez um regresso à moda - incluindo uma vibrante capa da Vogue britânica de Meisel em agosto passado - após um período de reclusão. Em 2021, revelou que estava a lidar separadamente com a hiperplasia adiposa paradoxal (HAP), um efeito secundário raro do procedimento de contorno corporal CoolSculpting, que, segundo ela, a deixou "brutalmente desfigurada" devido ao inchaço e ao espessamento do tecido adiposo.

"Tomei um gole da poção mágica", disse ela ao WSJ, referindo-se ao filme de 1992 "A morte fica-vos tão bem", no qual uma poção que concede juventude garante a imortalidade a duas mulheres num triângulo amoroso - mas com efeitos colaterais macabros.

Em julho passado, Evangelista anunciou que tinha chegado a acordo sobre um processo de 50 milhões de dólares contra a empresa Zeltiq Aesthetics por causa do procedimento cosmético que correu mal, mas não revelou os termos do acordo.

Da esquerda para a direita: Linda Evangelista, Cindy Crawford, Naomi Campbell e Christy Turlington a caminharem juntas num desfile de moda da Versace em 1991. Paul Massey/Shutterstock

Desde então, a modelo conseguiu vários trabalhos de alto nível, incluindo uma recente capa da Vogue ao lado de Naomi Campbell, Christy Turlington e Cindy Crawford (todas elas irão protagonizar uma série de quatro partes da Apple TV+, "The Super Models") e um lugar no encerramento do desfile da Fendi em setembro passado, num regresso surpresa à passerelle.

No meio de todos os seus problemas de saúde, ela teve que se livrar do escrutínio renovado da Internet e dos tablóides. O vestido volumoso que usou durante o desfile da Fendi suscitou reacções sarcásticas, recorda.

Os comentários perguntavam: "'O que é que ela está a esconder debaixo daquele vestido? "Se eles soubessem, os meus tubos de drenagem (pós-cirúrgicos) tinham acabado de ser puxados", disse.

Sobre o seu prognóstico de cancro ser "bom" mas não "ótimo", ela acrescentou: "Sei que tenho um pé na cova, mas estou totalmente em modo de celebração".

 

Foto no topo: Linda Evangelista com Shalom Harlow e Kate Moss num desfile da Fendi em Nova Iorque, em setembro de 2022, quando fez um regresso surpresa à passerelle. Swan Gallet/WWD/Getty Images

 

Continue a ler esta notícia