JMJ: peregrinos vão ter passe para transportes na Área Metropolitana de Lisboa - TVI

JMJ: peregrinos vão ter passe para transportes na Área Metropolitana de Lisboa

  • Agência Lusa
  • MJC
  • 14 jul 2023, 19:12

José Sá Fernandes especificou ainda que estes passes resultam de um acordo entre a Fundação JMJ e o Governo, que vai comparticipar aqueles títulos em 40%

Relacionados

Os peregrinos que se inscreverem para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) vão ter um passe para os transportes da Área Metropolitana de Lisboa, que serão incluídos nos ‘kits’ que vão receber, foi hoje anunciado.

O anúncio foi feito esta sexta-feira pelo coordenador do Grupo de Projeto para a JMJ, José Sá Fernandes, durante a apresentação dos planos de Segurança e Mobilidade para o evento, que decorrerá entre 01 e 06 de agosto.

“Vamos ter passes específicos para esta semana”, disse o responsável, explicando que o objetivo desta medida é “evitar um excedente de filas” e “dar um incentivo para se andar nos transportes públicos”.

José Sá Fernandes especificou ainda que estes passes resultam de um acordo entre a Fundação JMJ e o Governo, que vai comparticipar aqueles títulos em 40%.

Os passes servem para os dias em que os peregrinos estiverem inscritos e podem ser usados em todos os transportes públicos na Área Metropolitana de Lisboa.

Mais de um milhão de pessoas são esperadas em Lisboa para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), com o Papa Francisco, de 01 a 06 de agosto.

O Papa, primeiro a inscrever-se na JMJ, chega a Lisboa no dia 02 de agosto, tendo prevista uma visita de duas horas ao Santuário de Fátima no dia 05 para rezar pela paz e pelo fim da guerra na Ucrânia.

Considerado o maior acontecimento da Igreja Católica, a jornada nasceu por iniciativa do Papa João Paulo II, após o sucesso de um encontro com jovens em 1985, em Roma, no Ano Internacional da Juventude.

As principais cerimónias da jornada decorrem no Parque Tejo, a norte do Parque das Nações, na margem ribeirinha do Tejo, em terrenos dos concelhos de Lisboa e Loures, e no Parque Eduardo VII, no centro da capital.

Continue a ler esta notícia

Relacionados