Faro e sul da Madeira sob aviso devido ao calor antes das temperaturas descerem - TVI

Faro e sul da Madeira sob aviso devido ao calor antes das temperaturas descerem

  • Agência Lusa
  • AM
  • 25 ago 2023, 07:25
Calor (AP)

O continente esteve desde a semana passada com tempo quente, que levou à emissão de aviso vermelho para alguns distritos, mas é esperado que as temperaturas comecem a descer de forma generalizada a partir desta sexta-feira

Relacionados

O distritos de Faro e a costa sul da Madeira estão esta sexta-feira sob aviso laranja devido ao tempo quente, mas as temperaturas vão começar a descer e em algumas zonas na ordem dos 10 graus Celsius.

O aviso laranja para Faro e a costa sul da Madeira vai estar em vigor até às 23:00 desta sexta-feira, passando depois a amarelo até às 23:00 de sábado.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu ainda aviso amarelo para os distritos de Évora, Setúbal, Beja, Castelo Branco e Portalegre até às 23:00 de hoje devido à persistência de valores elevados da temperatura máxima.

Também a costa norte e regiões montanhosas da ilha da Madeira e o Porto Santo estão sob aviso amarelo até às 23:00 de sábado.

O aviso laranja indica situação meteorológica de risco moderado a elevado e o amarelo é emitido sempre que existe uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

O IPMA prevê, de acordo com informação disponível no 'site', que as temperaturas comecem a descer de forma generalizada a partir desta sexta-feira, “atingindo valores normais para a época do ano no fim de semana”.

Em declarações à Lusa na terça-feira, a meteorologista do IPMA, Ângela Lourenço disse que a “situação iria melhorando gradualmente".

“As temperaturas vão começar a descer, gradualmente, e prevê-se que as temperaturas fiquem mais próximas daquilo que é normal para a época do ano, com cada vez menos distritos com aviso”, declarou Ângela Lourenço.

No fim de semana em Portugal continental são esperadas já temperaturas máximas a oscilar entre os 22 graus Celsius (em Viana do Castelo e Guarda) e os 33 em Faro.

Mais de 100 concelhos de 13 distritos em perigo máximo de incêndio

Mais de 100 concelhos dos distritos de Faro, Santarém, Leiria, Portalegre, Castelo Branco, Guarda, Porto, Coimbra, Viseu, Braga, Porto, Vila Real e Bragança apresentam esta sexta-feira um perigo máximo de incêndio rural

O IPMA colocou também mais de 50 concelhos dos distritos de Braga, Vila Real, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria, Santarém, Lisboa, Portalegre, Beja, Évora e Faro em perigo muito elevado.

Outros concelhos de todos os distritos do continente, exceto Viana do Castelo, estão esta sexta-feira em perigo elevado de incêndio.

Por causa das condições meteorológicas, o perigo de incêndio vai manter-se elevado pelo menos até terça-feira.

O continente esteve desde a semana passada com tempo quente, que levou à emissão de aviso vermelho para alguns distritos.

A subida de temperatura esteve relacionada com “uma crista anticiclónica que se estendeu desde os Açores até à Europa Central, promovendo o transporte de uma massa de ar quente e seco com origem no norte de África sobre o território do continente”.

Terça e quarta-feira foram, respetivamente, o quinto e sexto mais quentes dos últimos 15 anos em Portugal continental, com sete estações a ultrapassarem máximos históricos de temperatura,

Entre os valores mais elevados de temperatura máxima, na terça-feira Alvega (Abrantes, Santarém) e Pinhão (Alijó, Vila Real), destacaram-se com 45,6 graus enquanto na quarta-feira, Alvega atingiu 45,0 e Pinhão 44,8.

Continue a ler esta notícia

Relacionados