Madeira vai disponibilizar casas com preço 30% abaixo do valor de mercado - TVI

Madeira vai disponibilizar casas com preço 30% abaixo do valor de mercado

  • Agência Lusa
  • PF
  • 29 ago 2023, 18:35
Funchal, Madeira (imagem Getty)

“Iremos também comparticipar 50% do sinal [valor de entrada] a fundo perdido ao adquirente”, disse, indicando que o preço médio das casas deverá cifrar-se em 160 mil euros

O Governo da Madeira (PSD/CDS-PP) indicou esta terça-feira que pretende atuar como regulador no setor da habitação, promovendo a construção de fogos para serem transacionados a preços até 30% abaixo do valor de mercado.

“Estamos a atuar do lado a oferta de modo a ter um efeito regulador no mercado de habitação, porque vamos disponibilizar casas com um preço cerca de 30% abaixo do valor de mercado”, disse o secretário de Equipamentos e Infraestruturas, Pedro Fino.

O governante falava no decurso de uma visita a um terreno, no Funchal, onde serão construídos 55 fogos ao abrigo do Programa Casa Própria, já aprovado em decreto legislativo regional, que visa promover a habitação através do regime de construção a custos controlados.

O programa prevê um conjunto de incentivos a conceder às cooperativas de habitação e promotores imobiliários para construção e reabilitação de imóveis para habitação económica e posterior alienação a “preços ajustados à taxa de esforço da classe média e dos jovens em início de vida profissional”.

De acordo com o executivo regional, a conjugação destes incentivos irá permitir que o valor final de aquisição seja até 30% inferior ao preço de mercado.

Pedro Fino explicou que, em relação ao projeto dos 55 fogos, o terreno será cedido ao promotor privado para um investimento estimado em cerca de 10 milhões de euros, com apoio de uma linha de crédito bonificado e IVA reduzido.

“Iremos também comparticipar 50% do sinal [valor de entrada] a fundo perdido ao adquirente”, disse, indicando que o preço médio das casas deverá cifrar-se em 160 mil euros.

O secretário regional de Equipamentos e Infraestruturas adiantou que o executivo vai apresentar em breve um novo projeto para a construção de mais 200 fogos, ao abrigo do Programa Casa Própria, também no concelho do Funchal.

Continue a ler esta notícia