Guardiola: «O Real Madrid que não relaxe, estamos só a treze deles» - TVI

Guardiola: «O Real Madrid que não relaxe, estamos só a treze deles»

Treinador do Manchester City voltou a elogiar Bernardo Silva na festa da primeira Liga dos Campeões do clube inglês

Relacionados

Pep Guardiola voltou a multiplicar-se em elogios a Bernardo Silva depois do Manchester City ter conquistado a sua primeira edição da Liga dos Campeões e, no final, deixou um aviso sério ao Real Madrid, o recordista nesta competição, com 14 troféus já conquistados.

Foi o terceiro troféu de Guardiola, depois de já ter conquistado os dois primeiros ainda no Barcelona. «As vitórias com o Barcelona já foram há tanto tempo que já nem me lembro o que senti. A verdade é que aqui sempre fui tratado como um filho. Já tínhamos ganho cinco campeonatos, mas sem isto não fazia sentido», começou por destacar, ainda no relvado.

Uma final difícil, com o Inter a oferecer boa réplica. «Estamos muito contentes e temos de felicitar o Inter pelo grande jogo que fez. Podiam ter marcado no final e ter levado o jogo para prolongamento. Nós também podíamos ter marcado um segundo golo que teria provavelmente decidido o jogo.  Foi um jogo, mais ou menos, como esperava. Na primeira parte tivemos dificuldades em encontrar jogadores livres no meio-campo, mas agora estamos muito contentes», prosseguiu.

O Manchester City teve muitas dificuldades na primeira parte, mas o treinador garante que não deu nenhuma bronca aos jogadores ao intervalo. «Já aprendi com o passado que numa final da Champions não se pode dar broncas. E sei que eles também sofrem, ninguém queria ganhar mais do que os jogadores. A segunda parte foi muito melhor», referiu.

Os elogios a Bernardo Silva vieram na sequência de uma pergunta sobre a lesão de De Bruyne. «Nestas partidas tens de estar preparados para estas coisas, mas aprendi a ver o lado positivo nestes jogos. O Bernardo, que jogo fez o Bernardo outra vez. Que jogador… Em geral, penso que estivemos ao nosso nível, mas há sempre as dificuldades da Champions, os jogadores sentem isso muito», destacou.

A fechar, o tal aviso ao Real Madrid. «O trabalho está feito. O Real Madrid que não relaxe, estamos só a treze deles. Eles que não relaxem que ainda vamos atrás deles», destacou em jeito de brincadeira.

Continue a ler esta notícia

Relacionados