Marcelo pede mais "envolvimento" da comunidade cigana "na vida do nosso país": "Não podemos esquecer quem está mais vulnerável" - TVI

Marcelo pede mais "envolvimento" da comunidade cigana "na vida do nosso país": "Não podemos esquecer quem está mais vulnerável"

  • Agência Lusa
  • BCE
  • 8 abr 2023, 10:15
Marcelo Rebelo de Sousa (Lusa)

O chefe de Estado lamenta "falta de representação, de discriminação e dificuldade de integração" da comunidade cigana

Relacionados

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, apelou este sábado para que não se esqueça a comunidade cigana no atual contexto de crise, alertando para a sua situação vulnerável devido à falta de representação e discriminação.

“Num momento em que o país e o mundo enfrentam múltiplas crises, com consequências económicas e sociais diretas na vida dos nossos compatriotas, não podemos esquecer aqueles cuja situação é porventura mais vulnerável, em virtude de falta de representação, de discriminação e dificuldade de integração”, lê-se numa mensagem publicada no site oficial da Presidência da República, a propósito do Dia Internacional do Cigano.

Marcelo Rebelo de Sousa associou-se à celebração da diáspora cigana e recordou “os laços seculares que a une a Portugal”.

O chefe de Estado deixou ainda um alerta sobre a primeira Estratégia Nacional para Integração das Comunidades Ciganas 2013-2020, “que tem sido sistematicamente prorrogada”, considerando que esta “exige uma avaliação das medidas implementadas nos planos da igualdade, inclusão, participação, educação, emprego, saúde e habitação, tendo em vista melhorias e maior eficácia”.

“É por isso também que o Presidente da República sublinha, neste dia, a importância do envolvimento das portuguesas e dos portugueses ciganos e das suas associações na vida do nosso país. ‘But Baxt thaj Sastipen!’ [expressão que significa ‘Muita sorte e saúde’]”, conclui a nota.

Continue a ler esta notícia

Relacionados

EM DESTAQUE