A mais recente obra de Mario Vargas Llosa, “Los Vientos”, é apresentada como tendo traços autobiográficos. E, por isso, as comparações entre a personagem principal do livro e a vida privada do próprio escritor têm alimentado a imprensa espanhola – e internacional.

Isto porque, em dezembro, o Nobel da Literatura e Isabel Preysler, conhecida como uma das rainhas da vida social espanhola, colocaram fim a uma relação de oito anos. Preysler já foi casada com o cantor Julio Iglesias e com o politico Miguel Boyer.

As entrelinhas do conto parecem mostrar o que se passou dentro de portas. E comprovar que, na hora de servir a vingança pelo fim de uma relação, através da arte, não são só as mulheres a fazê-lo. Nas últimas semanas, a cantora Shakira e o futebolista Piqué têm andado a lavar roupa suja em público. “Desculpa que te sal…pique”, cantou ela. Depois veio Miley Cyrus, com a canção “Flowers”, a mandar o recado ao ex-marido e ator Liam Hemsworth de que ela “consegue amar-se melhor” do que ele.

(Getty Images)

"Uma paixão violenta e passageira"

Na história de Vargas Llosa, o protagonista é um homem que nos últimos anos de vida se arrepende de ter deixado a mulher de sempre, Carmencita. Ora, este é precisamente um dos nomes de Patricia Llosa, mãe dos seus três filhos.

A personagem diz mesmo que a escolha da nova companheira foi ditada pela “pichula”, termo peruano para designar pénis. E vai mais longe: foi uma “paixão violenta e passageira, daquelas loucuras que destroem uma vida”. Até porque, agora, a “pichula” só serve para urinar, escreveu.

Vargas Llosa e Preysler separaram-se em dezembro e, segundo a imprensa espanhola, as discussões seriam diárias. Nos últimos tempos eram vistos sozinhos em diferentes momentos da vida social.

O Nobel tinha-se divorciado em 2015 da anterior esposa, Patricia, com quem estava casado desde 1965.

Foi precisamente em 2015 que Vargas Llosa e Preysler se voltaram a cruzar, numa viagem organizada por uma marca da qual ela era rosto há vários anos.

(Getty Images)

Rotinas de Beleza

Mas a nova obra, “Los Vientos”, vai ainda mais longe: nela, o peruano faz críticas à obsessão do culto do corpo e da beleza. Ora, a agora ex-companheira é conhecida, aos 71 anos, pela atenção que dedica aos cuidados pessoais, investindo horas na sua imagem. Se o paralelismo entre o protagonista do livro e a vida real existir, de facto, fica a perceber-se como estas rotinas contribuíram para o fim da união.

“Quando lhes perguntei por que se preocupavam tanto com cremes, unguentos, depilações, notei que se sentiam desconfortáveis, como se eu tivesse violado território íntimo”, escreveu. E, noutro excerto citado pelo “El Mundo”, dá-se a reação: “Depois de uma pausa muito longa, um deles murmurou: 'O nosso corpo é sagrado e devemos cuidar dele'. Para eles, verdadeiramente, o que é sagrado são as perfumarias e as farmácias.”

O protagonista da história conta que os seus interlocutores ficaram “chocados” quando ele confessou que não usava protetor solar. “Confessaram-me que todo o dinheiro que ganham com os trabalhos temporários e as pensões que recebem pelo simples facto de existirem, investem na compra de comprimidos, loções, tónicos, tudo o que evita a deterioração da pele, dos olhos, dos dentes.”

(Getty Images)

Isabel Preysler tem, segundo as revistas que acompanham o seu quotidiano, uma figura invejável. E faz muito por isso. A própria já confessou que, para ter efeitos, o cuidado tem de ser permanente. Só assim se consegue “uma pele hidratada e iluminada”.

Segundo o “El Mundo”, Isabel começa todas as manhãs com uma limpeza profunda da pele do rosto, pescoço e decote. E utiliza a sua própria marca de cosmética, conhecida por eliminar manchas causada pelo sol e pela idade. O ritual, que se repete também à noite, não esquece uma atenção especial aos olhos. Há depois exercícios para tonificar a zona do decote.

E um mandamento: o mesmo produto nunca se usa para o rosto e para o corpo. faz também uma esfoliação por semana para limpar as impurezas, avisando que não fazê-la bem “implica que o resultado do tratamento não seja o desejado”.

Preysler começa ainda cada manhã com um sumo detox à base de frutas e legumes, rico em energia mas baixo em calorias. E chegou mesmo a partilhar a receita nas redes sociais.

Wilson Ledo