Fábio Pereira sucede a Tulipa no banco do Marítimo - TVI

Fábio Pereira sucede a Tulipa no banco do Marítimo

Fábio Pereira - Marítimo (DR)

Técnico madeirense regressa aos verde-rubros, mas agora como treinador. Marítimo tem apenas uma vitória em casa, em cinco jornadas no Caldeirão

Relacionados

O madeirense Fábio Pereira é o sucessor de Tulipa no comando técnico do Marítimo. Conforme apurou o Maisfutebol, o acordo foi selado na noite desta quarta-feira. O técnico completou 45 anos ainda em Oliveira de Azeméis, uma vez que orientou um último treino da 9.ª classificada na II Liga, com 16 pontos, que não vence há três jornadas. Os oliveirenses visitam o Belenenses no domingo.

Por sua vez, o Marítimo, regista 19 pontos, é 6.º no campeonato e, apesar do arranque positivo, a equipa do Caldeirão venceu apenas um jogo – na casa do Leixões – nos últimos cinco encontros para a Liga. Aliás, o fator casa tem atraiçoado os verde-rubros, pois, em cinco jornadas, apenas triunfaram na receção ao Paços de Ferreira.

Na última semana, então orientada por Tulipa, a equipa madeirense, recentemente despromovida da I Liga, sofreu um golo caricato nos Açores, ante o Santa Clara.

Quanto a Fábio Pereira, o treinador, natural do Funchal, orientou a Oliveirense desde 2021 e garantiu o regresso à II Liga, em 2022. Em agosto, face ao promissor arranque da Oliveirense, arrecadou o prémio de melhor treinador da II Liga.

O currículo do técnico acumula também passagens pelo Oleiros, União da Madeira e Gafanha. Como jogador, fez formação no Marítimo na década de 90. Depois, fez carreira na Madeira, nomeadamente como defesa.

O novo timoneiro do Marítimo é primo de Bruno Pereira Fernandes, antigo médio, de 49 anos, que ensaiou uma candidatura à presidência do Marítimo, em novembro, mas foi travado por irregularidades na lista apresentada.

Depois da saída de Tulipa na terça-feira, que esta tarde continuava por acertar, a direção maritimista definiu o objetivo de encontrar sucessor até ao final da semana, conforme apurou o Maisfutebol. No domingo, o Marítimo recebe o último classificado Länk Vilaverdense.

Dentro de um mês, será dia de reencontros, quando à 16.ª jornada a Oliveirense receber o Marítimo.

Continue a ler esta notícia

Relacionados

Mais Vistos