Martin Amis morreu aos 73 anos - TVI

Martin Amis morreu aos 73 anos

  • CNN Portugal
  • MJC
  • 21 mai 2023, 11:55
O escritor Martin Amis (Arquivo AP)

O escritor britânico, autor de "Dinheiro" e "London Fields", era um dos autores mais celebrados da sua geração

Relacionados

O escritor britânico Martin Amis morreu aos 73 anos. Um dos romancistas britânicos mais celebrados da sua geração, Amis morreu na sexta-feira com cancro no esófago, em sua casa, na Flórida, informou o New York Times, citando a sua esposa, a escritora Isabel Fonseca.

Amis é mais conhecido por seu romance "Dinheiro", de 1984 (incluído na lista dos 100 melhores livros de língua inglesa do "The Guardian"), "London Fields", de 1989, e "Informação" (1995). Amis escreveu 14 romances e vários livros de não ficção e é  considerado um dos escritores mais influentes da sua época.

O seu penúltimo romance, "Zona de Interesse", foi adaptado ao cinema:  o  filme, sobre um comandante nazi que vive próximo a Auschwitz, estreou neste sábado no Festival de Cannes.

Nascido em 1949 em Oxford, era filho do romancista e poeta Sir Kingsley Amis. Estudou na Universidade de Oxford e em 1973, quando já  trabalhava no Times Literary Supplement, publicou o seu primeiro romance, The Rachel Papers. Com este livro ganhou o Prémio Somerset Maugham de ficção.

"Ele costumava dizer que o que queria fazer era deixar para trás uma estante de livros - para poder dizer 'daqui até aqui, sou eu'. A sua voz está silenciosa agora. Os seus amigos sentirão muita falta dele. Mas temos a prateleira", disse à New Yorker, o escritor Salman Rushdie, amigo de Martin Amis.

Já o escritor Kazuo Ishiguro disse à BBC: "Ele foi um porta-estandarte para a minha geração de romancistas e uma inspiração para mim pessoalmente. Apesar de toda a força da sua sátira, a arrogância brilhante da sua prosa, sempre havia algo terno, um anseio por amor e ligação. O seu trabalho perdurará, sobrevivendo às várias mudanças de moda e costumes."

A sua editora, a Vintage Books, lembrou a carreira do autor: “Ao longo de 40 anos, Martin Amis liderou o mundo editorial do Reino Unido: primeiro definindo o que significava ser um prodígio literário ao lançar seu primeiro romance com apenas 24 anos; influenciando uma geração de estilistas da prosa; e muitas vezes resumindo eras inteiras com os seus livros, talvez mais notavelmente com seu romance clássico, Money", lê-se no obituário.

Continue a ler esta notícia

Relacionados

Mais Vistos