O município de Alijó alertou esta segunda-feira a população para a subida do caudal do rio Douro e possibilidade de alagamento da zona ribeirinha da vila do Pinhão, instando à adoção de medidas preventivas.

O município do distrito de Vila Real alertou, através das redes sociais, que, nas próximas horas, se deverá verificar “uma subida significativa do nível do rio Douro na zona do Pinhão, na sequência da libertação de caudais nas barragens espanholas e na barragem de Foz Tua”.

“Alerta-se a população que, tendo em vista a possibilidade de alagamento da zona ribeirinha do Pinhão, deverão adotar medidas preventivas e as devidas precauções para acautelarem a sua segurança, assim como dos seus bens”, referiu a autarquia.

A câmara salientou que a Proteção Civil Municipal está a acompanhar a situação, estando em contacto permanente com as autoridades competentes.

Também na cidade do Peso da Régua estão já no terreno os bombeiros, elementos da Proteção Civil, Polícia Marítima e GNR a acompanhar a subida do caudal do rio Douro.

Desde sábado que os acessos aos cais fluviais da Régua e Junqueira e à ecopista localizada junto ao rio estão interditados.

Segundo o comandante dos bombeiros do Peso da Régua, Rui Lopes, o caudal do Douro subiu esta segunda-feira cerca de 3,5 metros em cerca de seis horas, entrando cerca de 40 centímetros no edifício do bar que está instalado no cais da Régua, prevendo-se que o caudal continue a subir nas próximas horas.

Ainda no distrito de Vila Real, também a subida do caudal do rio Tâmega está a provocar preocupações na cidade de Chaves, onde já galgou as margens e atingiu espaços comerciais na zona ribeirinha, junto à ponte romana.

/ CE