Queda de árvores, estruturas e várias inundações. Chuva provoca centenas de ocorrências, a maioria em Lisboa - TVI

Queda de árvores, estruturas e várias inundações. Chuva provoca centenas de ocorrências, a maioria em Lisboa

  • Agência Lusa
  • AG
  • 30 nov 2023, 16:59

Quase 1.500 operacionais tiveram de ajudar nas várias operações

Portugal continental registou, entre as 00:00 e as 16:00 desta quinta-feira, 477 ocorrências relacionadas com o mau tempo, das quais 354 na zona da Grande Lisboa, disse à Lusa fonte da Proteção Civil.

Num primeiro balanço, tinham sido registadas entre as 00:00 e as 12:00 72 ocorrências relacionadas com o mau tempo, com as regiões de Coimbra, Lisboa e Setúbal a serem as mais afetadas, de acordo com a mesma fonte.

Fonte da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) detalhou que as ocorrências registadas até às 16:00 dizem respeito a inundações (283), limpeza de vias (99), queda de árvores (42), queda de estruturas (42) e movimentos de massa (11), devido à forte precipitação.

Nas operações estiveram empenhados 1.493 operacionais, apoiados por 480 meios terrestres.

“Não há registo de feridos nem ocorrências com danos significativos no património”, precisou ainda a mesma fonte.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou para laranja o aviso nos distritos de Lisboa, Setúbal e Santarém devido à previsão de períodos de chuva, por vezes forte e persistente.

O aviso laranja esteve em vigor até às 15:00 nos distritos de Lisboa e Santarém e permanece até às 18:00 no de Setúbal.

São atualmente cinco os distritos sob aviso amarelo: Castelo Branco, Portalegre, Évora e Faro, todos devido à previsão de chuva, por vezes forte e persistente, até às 00:00 de sexta-feira.

Na quarta-feira, a Proteção Civil alertou para a possibilidade de inundações, deslizamento de terras e piso escorregadio devido às previsões de chuva, vento e queda de neve nos pontos mais altos da serra da Estrela.

Continue a ler esta notícia