Navio dos Médicos Sem Fronteiras resgata 300 pessoas no Mediterrâneo - TVI

Navio dos Médicos Sem Fronteiras resgata 300 pessoas no Mediterrâneo

  • Agência Lusa
  • BC
  • 2 mai 2023, 08:05
Médicos Sem Fronteiras fazem novo salvamento no Mediterrâneo (Foto: MSF via Twitter)

Operação de salvamento levou quatro horas. Foram resgatadas "muitas mulheres e crianças" de embarcação sobrelotada

Relacionados

O navio da organização não-governamental (ONG) Médicos Sem Fronteiras (MSF), o Geo Barents, resgatou hoje cerca de 300 pessoas de uma embarcação em perigo, poucas horas depois de iniciar uma nova missão no Mediterrâneo Central.

A operação de salvamento durou mais de quatro horas. "A nossa equipa não tem descanso: logo após ter terminado a formação e entrado na região de busca e salvamento de Malta, o Geo Barents resgatou hoje cerca de 300 pessoas, incluindo muitas mulheres e crianças, de uma embarcação sobrelotada e em perigo", escreveu a ONG nas redes sociais.

 

O navio dos MSF, que tinha desembarcado 75 migrantes resgatados algumas horas antes em Nápoles (sul de Itália) localizou a embarcação pela Alarm Phone, uma organização que recebe chamadas de migrantes em perigo no mar.

"Após o alerta recebido do Alarm Phone, demorámos cerca de quatro horas a concluir esta operação de salvamento. Estão agora todos em segurança a bordo do barco e a nossa equipa está a cuidar deles", acrescentou a MSF.

Uma nova vaga de desembarques ao largo da costa italiana registou-se na semana passada, com a chegada de quase 3.000 pessoas em 48 horas só em Lampedusa, que abrandou nas últimas horas devido ao agravamento das condições meteorológicas.

Nos primeiros quatro meses de 2023, chegaram a Itália quatro vezes mais pessoas do que no ano anterior: 40.856 pessoas contra 10.188 em 2022, de acordo com os últimos dados oficiais do Ministério do Interior italiano.

Continue a ler esta notícia

Relacionados