PSG reforça segurança no centro de treinos e nas casas de Messi e Neymar - TVI

PSG reforça segurança no centro de treinos e nas casas de Messi e Neymar

Adeptos do PSG insultam Messi na sede do clube (twitter)

Clube condenou protestos e prepara-se para novas manifestações dos adeptos

Relacionados

Dias de tempestade no Paris Saint-Germain. Na quarta-feira, um grupo de adeptos deslocou-se à sede do clube para protestar contra a direção e alguns jogadores, sobretudo Leo Messi, mas também Neymar e Verratti.

O internacional argentino, recorde-se, está atualmente suspenso pelo PSG devido à viagem à Arábia Saudita.

Após o protesto junto à sede de clube, alguns adeptos rumaram à porta de casa de Neymar para criticar o brasileiro: «Neymar, vai-te embora», atirou o grupo.

Ao final do dia, o Paris Saint-Germain emitiu um comunicado a condenar os tumultos: «O Paris Saint-Germain condena nos termos mais veementes as ações intoleráveis ​​e insultuosas de um pequeno grupo de indivíduos, ocorridas nesta quarta-feira.»

«Quaisquer que sejam as diferenças, nada pode justificar tais atos. O Clube dá o seu total apoio aos seus jogadores, à sua direção e a todos os afetados por estes comportamentos vergonhosos», acrescentou o emblema parisiense, na nota oficial.

Já nesta quinta-feira, a Agence France-Presse (AFP) adiantou que o PSG decidiu reforçar a segurança em torno de Camp des Loges, o centro de treinos, e das casas de Messi e Neymar, os jogadores mais visados pelos adeptos.

«Eles (adeptos) pretendem fazer o mesmo todas as noites», revelou umas fontes do clube contactadas pela agência de notícias francesa.

VÍDEO: os protestos à frente da sede do clube e da casa de Neymar:

Continue a ler esta notícia

Relacionados