Miguel Oliveira desvaloriza alegações de problemas financeiros na sua equipa: “É normal que quem quer ter mais motos na grelha crie este tipo de pressão e confusão" - TVI

Miguel Oliveira desvaloriza alegações de problemas financeiros na sua equipa: “É normal que quem quer ter mais motos na grelha crie este tipo de pressão e confusão"

Miguel Oliveira (AFP via Getty)

Piloto português não responde diretamente às palavras do CEO da KTM, mas deixa um recado

Relacionados

Miguel Oliveira desvalorizou esta quinta-feira as alegações de que a sua equipa, a Aprilia RNF Racing, possa estar a atravessar problemas financeiros que ponham em causa a sua continuidade no MotoGP.

Questionado pela CNN Portugal acerca das palavras de Stefan Pierer, CEO da KTM, que alegou à revista alemã Speedweek ter sido informado que a RNF se encontra a atravessar dificuldades financeiras e está mesmo a receber apoio da Aprilia, o piloto português recusou comentar diretamente essas afirmações. No entanto, Miguel Oliveira deixou um recado.

“Daquilo que eu noto, aqui dentro [da RNF], está tudo como estava antes de terem surgido essas declarações. É também normal que, quando um construtor quer ter mais motas na grelha, possa criar esse tipo de pressão ou de confusão nos media a fim de criar uma pequena inverdade, de modo a surgir uma oportunidade estratégica de ter mais motas na grelha”, disse o motociclista de 28 anos à CNN Portugal.

“Até ao momento não vejo nada disso, mas tudo pode acontecer, obviamente”, completou.

Na mesma entrevista em que alegou que a equipa de Miguel Oliveira enfrenta problemas de liquidez, Stefan Pierer mostrou-se bastante confiante de que a marca austríaca iria ter uma terceira formação na grelha do MotoGP em 2024, apesar de o único slot disponível estar reservado a um novo construtor. “Se precisar de um lugar extra, tudo se irá resolver”, afirmou o homem forte da KTM.

Continue a ler esta notícia

Relacionados