Ministra abre processo disciplinar a polícia que agrediu condutor de tuk-tuk em Lisboa - TVI

Ministra abre processo disciplinar a polícia que agrediu condutor de tuk-tuk em Lisboa

  • Agência Lusa
  • DCT
  • 19 jun, 21:19
Polícia municipal filmado a agredir à cabeçada motorista de "Tuk-tuk" em Lisboa

O momento da agressão por parte do elemento das forças municipais sofrida pelo condutor, junto ao Cais das Colunas, foi capturado por um vídeo amador de telemóvel e amplamente difundido nas redes sociais bem como noticiado pelos órgãos de comunicação social, salienta o documento

Relacionados

A ministra da Administração Interna determinou esta quarta-feira a abertura de um processo disciplinar ao polícia municipal que a 30 de maio foi filmado a agredir um condutor de um ‘tuk-tuk’ no Terreiro do Paço, em Lisboa.

Uma nota do Ministério da Administração Interna divulgada ao final da tarde explica que a decisão surge após a Inspetora-Geral da Administração Interna, Anabela Cabral Ferreira, depois de consultar o presidente da Câmara de Lisboa, ter proposto a instauração do processo.

O momento da agressão por parte do elemento das forças municipais sofrida pelo condutor, junto ao Cais das Colunas, foi capturado por um vídeo amador de telemóvel e amplamente difundido nas redes sociais bem como noticiado pelos órgãos de comunicação social, salienta o documento.

A 31 de maio passado a vereadora do Bloco de Esquerda (BE) na Câmara de Lisboa exigiu ao presidente da autarquia a abertura de um inquérito à agressão do polícia municipal ao condutor do ‘tuk-tuk’.

Num vídeo publicado na rede social X (antigo Twitter) vê-se um agente da Polícia Municipal de Lisboa a correr em direção a um condutor de um ´tuk-tuk’, acompanhado de outro agente, e a dar-lhe uma cabeçada.

O polícia grita com o jovem e depois, interpelado por outro jovem apontando-lhe o dedo na sua direção grita: “Tira-me o dedo da cara, tira-me o dedo da cara, tira-me o dedo da cara, tu, pá”.

“Documentos para cá”, ordena o agente para o condutor, estacionado antes da passadeira de peões entre a Praça do Comércio e o Cais das Colunas, e, pouco depois, volta a dizer-lhe que lhe está “a exigir os documentos”.

Os dois polícias posicionam-se em frente ao jovem, que levanta os dois braços, e o mesmo agente dá-lhe outra cabeçada e empurra-o para os bancos da frente do ‘tuk-tuk’”.

Continue a ler esta notícia

Relacionados