A economia portuguesa vai crescer 6,8% em 2022, acima dos 6,5% estimados no Orçamento do Estado para 2023 (OE2023), disse o ministro das Finanças, assinalando que o valor derrota todos os pessimistas.

“Portugal finalizará o ano de 2022 com um crescimento [da economia] de cerca de 6,8%”, disse Fernando Medina, acentuando que, com este resultado, a economia mostrou “resiliência” e “derrotou todos os pessimismos”.

Os ministros da Economia, António Costa Silva, das Finanças, Fernando Medina, e da Segurança Social, Ana Mendes Godinho, estão hoje a dar uma conferência de imprensa conjunta no Ministério da Economia, em Lisboa, de balanço da atividade das áreas tuteladas por estes ministérios e perspetivas para 2023.

O crescimento da economia em 2022 foi também referido por António Costa Silva, que o classificou de “exemplar”, tendo em conta o contexto externo e a subida de preços da energia.

O ministro da Economia referiu ainda quem em 2022 as exportações vão chegar a 50% do PIB.

/ AM