Polícia bloqueia marcha no centro de Moçambique e faz detenções - TVI

Polícia bloqueia marcha no centro de Moçambique e faz detenções

  • Agência Lusa
  • WL
  • 18 mar 2023, 11:18
Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar marcha em Maputo de homenagem ao 'rapper' Azagaia (Lusa)

Marcha em Maputo foi dispersada com gás lacrimogéneo

A polícia deteve pelo menos três pessoas na cidade da Beira, centro de Moçambique, após confrontos com participantes numa marcha de homenagem ao ‘rapper’ Azagaia.

O ‘rapper do povo’ morreu de doença na última semana e para este sábado estavam marcadas várias marchas de homenagem no país.

A polícia bloqueou participantes da marcha na cidade da Beira, a meio do caminho, apesar de na sexta-feira ter garantido que a mesma tinha autorização para se realizar.

Fonte policial, sob anonimato, disse aos jornalistas que, entretanto, foram recebidas ordens para a marcha não se realizar.

Face ao bloqueio, os ânimos exaltaram-se e houve confrontos com agressões físicas, sem disparos, que resultaram na detenção de, pelo menos, três participantes, disse fonte da organização.

Os restantes grupos que iam integrar a marcha já não saíram do ponto de encontro, no cruzamento da Munhava, à entrada da Beira, de onde iriam descer para a praça 03 de Fevereiro, na Ponta Gea, zona nobre da cidade.

A polícia colocou um cordão policial no local para impedir a circulação.

Albano Carige, presidente do Conselho Municipal da Beira, pediu aos participantes na marcha que dispersassem e remeteu a sua realização para um outro momento.

Em Chimoio, capital provincial de Manica, também no centro do país, as três organizações que estavam a preparar a marcha anunciaram o seu cancelamento, sem explicações para a decisão.

A marcha em Maputo foi dispersada com gás lacrimogéneo, mas grupos de participantes continuam nas ruas do centro da cidade a desafiar a polícia, que responde com gás e cargas contra os participantes.

Continue a ler esta notícia