Mohamed Al-Fayed, pai do namorado da princesa Diana, morre aos 94 anos - TVI

Mohamed Al-Fayed, pai do namorado da princesa Diana, morre aos 94 anos

  • CNN Portugal
  • AM com Lusa
  • 2 set 2023, 08:52
Mohamed Al-Fayed (Associated Press)

Empresário egípcio morreu a 30 de agosto, um dia antes do 26.º aniversário da morte da princesa Diana e de Dodi

Relacionados

O empresário egípcio Mohamed Al-Fayed, ex-proprietário do Harrods e cujo filho Dodi morreu ao lado da princesa Diana de Gales no acidente de carro, morreu aos 94 anos, foi divulgado esta sexta-feira.

"A sra. Mohamed Al Fayed, os filhos e netos desejam confirmar que o seu amado marido, o seu pai e avô, Mohamed, faleceu pacificamente de velhice na quarta-feira, 30 de agosto de 2023", refere o comunicado da família, divulgado pelo Fulham FC, clube do qual foi proprietário. 

A morte de Mohamed Al-Fayed aconteceu um dia antes do 26.º aniversário da morte da princesa Diana e de Dodi, que morreram a 31 de agosto de 1997.

Depois do filho mais velho ter morrido num acidente de carro ao lado da princesa Diana, Al-Fayed passou anos a questionar as circunstâncias das suas mortes. Diana e Dodi morreram em Paris, aos 36 anos, quando o carro em que seguiam juntamente com o motorista ter embatido num pilar de cimento do túnel por onde passava quando estava a ser perseguido por fotógrafos em carros e motas.

Um inquérito judicial britânico concluiu que o acidente foi um resultado da conduta negligente dos veículos perseguidores e da elevada taxa de alcoolemia do motorista.

Al-Fayed permaneceu praticamente fora dos holofotes públicos na última década, morando na sua mansão em Surrey, no sudeste de Inglaterra, com a sua mulher Heini.

O empresário, que nasceu no Egito, construiu um império empresarial no Médio Oriente antes de se mudar para o Reino Unido na década de 1970. Al-Fayed nunca realizou a sua ambição de obter um passaporte do seu país de adoção, de acordo com a estação BBC.

Cinco anos mais tarde, ansioso por garantir a sua posição, especificamente entre os escalões mais elevados da sociedade britânica, comprou o icónico hotel Paris Ritz com o seu irmão Ali por 20 milhões de libras.

Os irmãos adquiriram o Harrods em 1985 por 615 milhões de libras, após uma intensa ‘guerra’ de ofertas com o grupo de mineração Lonrho.

Depois, Al Fayed comprou o Fulham Football Club na década de 1990, elevando o clube londrino desde a terceira divisão até ao escalão máximo do futebol inglês, a Premier League.

Continue a ler esta notícia

Relacionados