No ano passado morreram em Portugal 124.755 pessoas, menos 430 do que no ano anterior, e mais de um em cada cinco óbitos deveram-se à covid-19, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Segundo os dados divulgados pelo INE, em 2022 registaram-se em Portugal 124.755 óbitos, menos 430 (-0,3%) do que em 2021 e mais 1.035 (0,8%) do que no primeiro ano da pandemia (2020).

O INE indica ainda que no ano passado 6.986 pessoas morreram por covid-19 (11.988 em 2021 e 6.986 em 2020), correspondendo a 5,5% do total de óbitos.

Os dados preliminares referem que em dezembro de 2022, o número de óbitos totalizou 12.244, mais 2.047 do que em novembro do mesmo ano (20,1%) e mais 772 mortes em comparação com dezembro de 2021 (6,7%).

Neste mês, o número de óbitos devido à covid-19 subiu para 278 (mais 51 relativamente a novembro de 2022), representando 2,3% do total de óbitos.

Comparativamente com dezembro de 2021, registou-se uma redução de 241 óbitos por covid-19, adianta o relatório do INE “Estatísticas Vitais - Dados mensais dezembro 2022”.

Relativamente à natalidade, o documento indica que em novembro de 2022, registaram-se 7.164 nados-vivos, correspondendo a um aumento de 9,1% relativamente a novembro de 2021 (6.565).

De acordo com os dados, o número total de nados-vivos registado nos primeiros onze meses de 2022 (79.269) foi superior ao verificado no mesmo período de 2021 (72.869), representando mais 3.400 (4,7%).

“Em novembro de 2022, o saldo natural [diferença entre o número de nados-vivos e o número de óbitos, num dado período] foi -3.017, desagravando-se ligeiramente em relação ao do mês homólogo de 2021, quando registou o valor de -3 813”, adianta o INE.

Nos primeiros onze meses de 2022, o valor acumulado do saldo natural foi menos 35.999, apresentando igualmente um desagravamento relativamente ao valor observado no mesmo período de 2021 (-40,701).

As Estatísticas Vitais do INE analisam também os casamentos celebrados em Portugal, indicando que em novembro de 2022, celebraram-se 1.968, correspondendo a um aumento de 20,9% relativamente ao número de casamentos realizados no mês homólogo de 2021 (mais 340).

Nos primeiros onze meses de 2022 foram celebrados 34.685 casamentos, mais 7.338 (28,7%) do que em igual período de 2021.

/ AM