Quem vestir roupa azul vai atrair moscas, quem comer num prato azul idem: o que diz este estudo científico - TVI

Quem vestir roupa azul vai atrair moscas, quem comer num prato azul idem: o que diz este estudo científico

  • CNN Portugal
  • CNC
  • 28 jun, 13:06
Mosca (créditos: Getty)

"As diferentes espécies de moscas que picam transmitem doenças aos seres humanos e aos animais, pelo que o controlo das moscas é uma parte importante do controlo das doenças"

Relacionados

As moscas são atraídas pela cor de objetos azuis porque confundem esta cor por um animal do qual se querem alimentar, afirmam os cientistas. Esta descoberta pode vir a ajudar no combate de doenças transmitidas através de moscas, como a doença do sono - muito comum na áfrica subsariana - e tornar armadilhas mais eficazes contra esta peste.

De acordo com o The Guardian, Roger Santer, investigador do Departamento de Ciências da Vida da Universidade de Aberystwyth, no Reino Unido, afirma que estudos entomológicos já tinham mostrado o poder da cor azul para a atração de moscas, o que levou à criação um pouco por todo o mundo de várias armadilhas na cor em questão.

A grande questão para os cientistas era perceber porque é que são atraídas pelas armadilhas azuis. As teorias são várias e incluem a hipótese de as moscas confundirem o azul com áreas de sombra; outra das sugestões avançadas foi a hipótese de, aos olhos das moscas, o azul se assemelhar a animais.

Para tentar encontrar uma resposta a esta pergunta, os cientistas da Universidade de Aberystwyth calcularam os sinais dos fotorreceptores das moscas e desenvolveram redes de neurónios artificiais que imitam os das moscas. Estes fotorreceptores foram depois treinados para distinguir os animais do fundo de folhas e as superfícies sombreadas das não sombreadas, com o objetivo de encontrar a melhor forma de o fazer com base na informação sensorial disponível para uma mosca. Posteriormente, as redes de neurónios foram desafiadas a classificar as armadilhas azuis para as moscas.

O que este estudo publicado na The Royal Society publishing mostra é que a teoria de que as moscas confundem a cor azul com uma sombra é duvidosa, pois estes neurónios nunca classificaram erradamente o azul como sombra. No entanto, de acordo com o Guardian, após utilizar as redes de neurónios para distinguir folhas verdes de animais com base nos fotorreceptores azuis-esverdeados, os cientistas verificaram que muitas vezes os objetos azuis eram classificados como animais hospedeiros, animais dos quais as moscas se podiam alimentar.

“Se conseguirmos compreender os mecanismos que atraem as moscas para as armadilhas coloridas podemos melhorar a cor dessas armadilhas de modo a que sejam mais eficazes na captura das moscas. Trata-se de um objetivo muito importante porque as diferentes espécies de moscas que picam transmitem doenças aos seres humanos e aos animais, pelo que o controlo das moscas é uma parte importante do controlo das doenças", afirma Roger Santer.

O Guardian avança ainda que o cientista afirma que este trabalho pode ser importante na luta contra doenças como a tripanossomíase humana africana (doença do sono) - a qual, sem tratamento, é geralmente fatal - mas também no controlo da mosca de estábulo, um tipo de mosca muito comum a nível mundial e que pode ser nociva para o gado.

Continue a ler esta notícia

Relacionados