Quase 100 casos de Mpox detetados em Portugal desde junho - TVI

Quase 100 casos de Mpox detetados em Portugal desde junho

  • Agência Lusa
  • AG
  • 1 set 2023, 10:51
Mpox (NIAID via AP, File)

Dos mais de mil casos identificados foi contabilizada uma morte

Quase 100 casos de Mpox foram detetados em Portugal desde junho, resultantes do segundo surto desta doença contagiosa que se mantém ativo, com uma média de cinco novos casos reportados por semana, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

"Em junho de 2023, foi identificado um novo surto, após cerca de três meses sem casos reportados", refere a DGS, precisando que, entre 01 de junho e 30 de agosto deste ano, foram identificados 97 casos laboratorialmente confirmados, 94 dos quais notificados no Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica, com perfil clínico semelhante ao surto anterior.

Segundo a DGS, a quase totalidade dos casos são homens (um caso do sexo feminino), com idade compreendida entre os 20 e os 55 anos (mediana 33), residindo maioritariamente nas regiões de Lisboa e Vale do Tejo (89%) e do Norte (11%),

Dos casos confirmados, 74 (80%) são homens que tiveram sexo com homens, adianta a autoridade de saúde, referindo que "em termos de quadro clínico, foi observado exantema [erupção cutânea] em 78 (83%) dos casos com informação disponível".

Dos casos com informação disponível, 36 (38%) têm infeção por VIH.

"Considerando os 21 dias anteriores ao início dos sintomas, 32 (34%) casos referem frequência de saunas, 68 (72%) tiveram contactos sexuais com múltiplos parceiros e 31 (33%) participaram em atividades de sexo em grupo e/ou anónimo; 5 (5%) casos referem viagens ao estrangeiro", indica a autoridade de saúde.

No total, entre 3 de maio de 2022 e 30 de agosto de 2023, foram identificados 1.050 casos de Mpox em Portugal, incluindo um óbito.

A 22 de agosto, a OMS continuava a considerar que “o risco global é moderado, sendo-o também na Região Europeia”, com Portugal a liderar na região da Europa como dos países mais afetados, seguido do Reino Unido (19), Espanha (10), França (4), Alemanha (3), Países Baixos (3), e Bélgica, Luxemburgo e Suíça (2).

Desde o início da disponibilidade de vacinas (a 16 de julho de 2022) e até 30 de agosto de 2023, foram vacinadas 5.763 pessoas, a maioria das quais na região de Lisboa e Vale do Tejo. Das 9.377 inoculações, 8.386 ocorreram em contexto de pré-exposição.

A DGS reforça a necessidade dos profissionais de saúde e da sociedade civil moverem os seus esforços na deteção precoce de novos casos, o isolamento de doentes durante o período de contagiosidade e a vacinação com duas doses num intervalo de 28 dias de grupos elegíveis, inclusive por autoproposta.

Os departamentos de saúde pública das diferentes regiões de saúde do país têm “feito esforços no alargamento do número de locais disponíveis”, estando a lista dos locais de vacinação disponível no ‘website’ da DGS.

No mundo, entre 01 de janeiro de 2022 e 29 de agosto de 2023, foram reportados à Organização Mundial da Saúde (OMS) 89.596 casos confirmados e 663 casos prováveis de Mpox, em 114 países, incluindo 157 óbitos.

O número de novos casos reportados semanalmente no mundo aumentou 40,8% na semana de 21 a 27 de agosto, comparativamente com a anterior, sendo que a maioria dos novos casos nas últimas quatro semanas foram notificados na Região do Pacífico Ocidental (59,4%) e na Região das Américas (23,5%).

Continue a ler esta notícia