NATO: Turquia quer abrir nova era de relação com os EUA - TVI

NATO: Turquia quer abrir nova era de relação com os EUA

  • Agência Lusa
  • 11 jul 2023, 20:42
Erdogan (Associated Press)

"Está na altura" de Erdogan e Biden se reunirem com mais frequência, diz o presidente turco.

O Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, disse esta terça-feira ao seu homólogo norte-americano, Joe Biden, que quer abrir uma "nova era" de colaboração com os Estados Unidos.

Erdogan – que falava no início de um encontro com Biden, à margem da cimeira da NATO, que decorre entre terça e quarta-feira na Lituânia - acrescentou que "está na altura" de os chefes de Estado da Turquia e dos Estados Unidos se reunirem com mais frequência.

Para o líder turco, esta nova era de colaboração entre os Estados Unidos e a Turquia deverá durar cinco anos, período para o qual foi reeleito no cargo de Presidente, em recentes eleições.

Biden agradeceu a Erdogan pela coragem que demonstrou ao desistir de se opor à entrada da Suécia na NATO.

"Quero agradecer-lhe pela sua diplomacia e coragem. E quero agradecer-lhe pela sua liderança", disse Biden a Erdogan.

O encontro entre os dois líderes ocorreu depois de Erdogan ter decidido desbloquear a entrada da Suécia na Aliança Atlântica, processo que bloqueou por vários meses.

Hoje, o conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, Jake Sullivan, admitiu que os Estados Unidos desempenharam um papel muito importante nas negociações para desbloquear a candidatura sueca.

De acordo com Sullivan, o Governo do Presidente Biden trabalhou para deixar claro a Erdogan que estava disposto a facilitar a entrega à Turquia de aviões de combate F-16 fabricados nos EUA, que Ancara há muito solicitava e cuja venda foi bloqueada pelo Congresso dos EUA.

As relações bilaterais entre os Estados Unidos e a Turquia ficaram mais difíceis depois de Erdogan ter assinado um acordo com a Rússia em 2017 para comprar sistemas antimísseis russos S-400.

Continue a ler esta notícia