Ex-diretor dos prémios Grammy Neil Portnow acusado de violação - TVI

Ex-diretor dos prémios Grammy Neil Portnow acusado de violação

  • Agência Lusa
  • AM
  • 9 nov, 07:12
Neil Portnow (AP)

Mulher relatou o incidente à Recording Academy e também à polícia de Nova Iorque

Relacionados

O ex-diretor dos prémios Grammy Neil Portnow foi acusado esta quarta-feira de supostamente ter violado uma mulher num hotel de Nova Iorque em 2018.

Portnow, que deixou o cargo em 2019, foi formalmente acusado no Supremo Tribunal do estado norte-americano de Nova Iorque por uma mulher, cuja identidade não foi revelada, de abuso sexual, informou a imprensa dos Estados Unidos.

A pessoa que apresentou a acusação, descrita no documento como uma instrumentista nascida fora dos EUA, também responsabilizou por negligência a Recording Academy, organização dos Estados Unidos que junta músicos, produtores e engenheiros de som.

Entre os documentos apresentados ao tribunal existem comunicações entre esta e a organização em 2018, relativas à queixa.

Na acusação, a mulher diz que conheceu Portnow em 2018 e que tinha combinado encontrar-se com o produtor para uma entrevista num hotel onde estava hospedado em Nova Iorque.

Este levou-a para o seu quarto, onde lhe ofereceu uma bebida e, depois de a beber, perdeu a consciência, de forma intermitente. Durante esse período de tempo, a mulher afirmou que acordou várias vezes enquanto Portnow abusava sexualmente dela.

De acordo com o jornal The New York Times, a mulher relatou o incidente à Recording Academy e também à polícia de Nova Iorque.

Tanto a organização, em comunicado, como um porta-voz de Portnow rejeitaram as alegações.

Continue a ler esta notícia

Relacionados