Infarmed ordena retirada do mercado de desodorizante após casos de inflamação das axilas - TVI

Infarmed ordena retirada do mercado de desodorizante após casos de inflamação das axilas

  • Agência Lusa
  • AM
  • 11 set 2023, 20:11
Nuud

Em França, a ordem de suspensão da venda e retirada do mercado do desodorizante foi emitida na quarta-feira, na sequência de queixas de aparecimento de quistos sebáceos dolorosos nas axilas

A autoridade nacional do medicamento (Infarmed) anunciou esta segunda-feira a suspensão da venda e a retirada do mercado do desodorizante da marca Nuud após casos reportados em França de inflamação temporária das axilas.

Segundo uma circular informativa emitida pelo Infarmed na sexta-feira, mas só divulgada esta segunda-feira, o fabricante do desodorizante, em conjunto com a agência de segurança do medicamento francesa, "decidiu proceder à recolha voluntária e temporária dos lotes que estão no mercado" depois de terem sido "detetados alguns casos de aparecimento de inflamação axilar temporária" que podem estar relacionados com o uso do cosmético.

Apesar de "não ter sido notificado qualquer caso semelhante em Portugal", o Infarmed - Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde considera que a medida adotada em França "deve ser extensiva ao território nacional".

Após ter contactado o distribuidor da marca Nuud registado em Portugal, o Infarmed determinou que o desodorizante "não pode ser comercializado", que "as entidades que disponham deste produto não o devem disponibilizar" e que os consumidores "que possuam estes produtos devem evitar o seu uso".

O Infarmed pede às pessoas que, em caso de algum sintoma relacionado com a utilização do desodorizante da marca Nuud, o comuniquem através dos Serviços Online/Reporte.

Em França, a ordem de suspensão da venda e retirada do mercado do desodorizante foi emitida na quarta-feira, na sequência de queixas de aparecimento de quistos sebáceos dolorosos nas axilas.

Continue a ler esta notícia