Morreu Artur Jorge: tinha 78 anos - TVI

Morreu Artur Jorge: tinha 78 anos

Artur Jorge (Paulo Novais/Lusa)

Ex-jogador, selecionador nacional e treinador do FC Porto campeão europeu em 1987 não resistiu a uma doença prolongada

Relacionados

Morreu Artur Jorge, ex-futebolista, selecionador nacional e treinador do FC Porto campeão europeu em 1987.

A notícia da morte de Artur Jorge foi dada pela família num comunicado enviado às redações. «É com profunda tristeza que a família de Artur Jorge Braga de Melo Teixeira comunica o seu falecimento, esta madrugada, em Lisboa, após doença prolongada. Morreu serenamente, rodeado dos seus familiares mais próximos», pode ler-se.

Artur Jorge tinha 78 anos e estava afastado do futebol há já alguns anos.

Natural do Porto, Artur Jorge jogou 14 anos como profissional, período no qual marcou 215 golos em 316 jogos. Representou FC Porto (1964/65), Académica (entre 1965 e 1969), Benfica (de 1969 a 1975), Belenenses (de 1975 a 1978) e os norte-americanos do Rochester Lancers (1977), foi por duas vezes o melhor marcador do campeonato nacional (1970/71 e 1971/72) e internacional AA por Portugal em 16 jogos.

Foi, no entanto, como treinador que atingiu o topo da Europa ao sagrar-se campeão europeu pelo FC Porto em 1986/87. Além dos dragões, «Rei Artur» orientou clubes como Portimonense, Matra Racing, PSG, Benfica, Tenerife, Vitesse, Al Nassr, Al-Hilal, Académica, CSKA, Al Nasr, Créteil-Lusitanos e MC Alger, o último clube onde trabalhou em 2016. Foi também selecionador nacional em duas ocasiões (1990/91 e em 1996/97) e passou pelas seleções de Camarões e Suíça.

Com uma vida dedicada ao futebol, Artur Jorge conquistou seis títulos como jogador (quatro campeonatos e duas Taças), todos ao serviço do Benfica, e 13 como treinador. Além da Taça dos Campeões Europeus, sagrou-se campeão francês, campeão saudita e campeão português (três vezes). Venceu também a Supertaça russa, a Supertaça francesa, a Taça de França, a Taça de Portugal e a Supertaça Cândido de Oliveira (em três ocasiões).

Artur Jorge foi ainda um dos responsáveis pela criação do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol, em fevereiro de 1972, juntamente com António Simões, Rolando, Fernando Peres, Eusébio, João Barnabé e Manuel Pedro Gomes e foi o primeiro presidente do organismo.

Foi condecorado com o grau de grande-oficial da Ordem do Mérito em 1989.

Continue a ler esta notícia

Relacionados