Portugal foi o segundo país da OCDE em que rendimento das famílias mais cresceu em 2022 - TVI

Portugal foi o segundo país da OCDE em que rendimento das famílias mais cresceu em 2022

  • ECO - Parceiro CNN Portugal
  • André Veríssimo
  • 10 mai 2023, 12:42
OCDE (AP)

Rendimento real das famílias aumentou 1,5% no ano passado, um ritmo superado apenas pela Polónia. Portugal teve também o segundo melhor crescimento do PIB

Relacionados

Portugal foi o segundo país da OCDE que mais cresceu em 2022, superado apenas pela Irlanda, indica a informação estatística divulgada esta quarta-feira pela organização. É também o segundo país com maior crescimento do rendimento disponível, num ano em que este caiu na grande maioria dos membros.

O rendimento real per capita das famílias portuguesas aumentou 1,5% no ano passado, um ritmo só superado pela Polónia, onde o crescimento foi de 2,8%. De resto, só sete dos 22 países para os quais existem dados viram o rendimento real crescer.

No conjunto da OCDE, este indicador caiu 3,8%, com a organização a sublinhar que se trata “a maior queda anual desde o início da série”, em 2007. As maiores quebras verificaram-se no Chile (-15,3%), nos Estados Unidos (-6%) e em Espanha (-3,6%).

Quando se olha apenas para o último trimestre de 2022, Portugal destaca-se como o país que apresentou a melhor evolução, com o rendimento real das famílias a aumentar 5,8%, numa forte inversão face à quebra observada nos dois trimestres anteriores. O crescimento entre outubro e novembro do ano passado é mesmo o mais robusto desde o segundo trimestre de 2007, o primeiro para o qual a OCDE disponibiliza dados.

O desempenho de Portugal volta a ser melhor do que o conjunto da OCDE, onde o rendimento real das famílias cresceu 0,6%. “Dos 21 países para os quais há dados disponíveis, oito registaram um aumento no rendimento das famílias per capita, enquanto os outros 13 registaram uma queda”, nota a organização.

Portugal foi também o país com o segundo melhor crescimento do PIB. A evolução de 6,83% em 2022 só é superada pela Irlanda, onde a economia cresceu 9,87%. Grécia, com 6,54%, Colômbia com 6,33% e Polónia com 6,08% são os outros países que completam o top 5.

Continue a ler esta notícia

Relacionados