Detidos por agressão a vigilante de Villas-Boas ficam em prisão preventiva - TVI

Detidos por agressão a vigilante de Villas-Boas ficam em prisão preventiva

André Villas-Boas (DR)

Os quatro arguidos da Operação Zelador foram presentes a um primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Instrução Criminal do Porto

Relacionados

Os quatro detidos na sequência da Operação Zelador vão ficar em prisão preventiva, revelou esta quarta-feira fonte policial à Lusa.

Os quatro arguidos foram presentes a um primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Instrução Criminal do Porto, o qual decretou a aplicação a todos da medida de coação mais gravosa.

A Operação Zelador, refira-se, investiga as agressões ao vigilante do condomínio onde vive André Villas-Boas, candidato à presidência do FC Porto.

Continue a ler esta notícia

Relacionados