Papa com bronquite pede a assessor para ler discurso - TVI

Papa com bronquite pede a assessor para ler discurso

  • Agência Lusa
  • BCE
  • 2 mar, 11:27
Papa Francisco (EPA)

Francisco, ainda cansado da gripe que o afeta há vários dias, disse algumas palavras de saudação, mas depois deixou que monsenhor Ciampanelli lesse o discurso que tinha preparado

Relacionados

O papa Francisco disse este sábado que está com bronquite e que pediu a um assessor para ler o seu discurso na abertura do ano judiciário no Tribunal do Estado da Cidade do Vaticano.

"Preparei um discurso, mas como podem ver, não estou a conseguir ler por causa da bronquite. Pedi a (Monsenhor Filippo) Ciampanelli para o ler", disse o Papa, com a voz afetada, depois de passar vários dias engripado e ir ao hospital fazer exames.

No entanto, o seu estado de saúde não o impediu de cumprir a agenda para este sábado, com várias audiências para além da inauguração judicial.

Francisco, ainda cansado da gripe que o afeta há vários dias, disse algumas palavras de saudação, mas depois deixou que monsenhor Ciampanelli lesse o discurso preparado.

Ciampanelli leu os discursos, embora tenha mantido todos os eventos dentro do horário previsto.

O Secretário de Estado do Vaticano, Cardeal Pietro Parolin, confirmou na quinta-feira que o Papa "está bem" e que os exames a que foi submetido no hospital Gemelli, na Ilha do Tibre, no centro de Roma, foram "de rotina", depois de ter passado vários dias com gripe.

"O Santo Padre está bem, vi-o ontem [sexta-feira] à noite, fez uma visita de rotina e disse-me que não tem problemas e que também recuperou da gripe", disse Parolin à TV2000.

Na passada segunda-feira, o Vaticano informou que "persistiam ligeiros sintomas gripais, embora sem febre", mas que, por precaução, as audiências planeadas tinham sido suspensas.

O Papa Francisco celebrou a tradicional oração dominical do Angelus no domingo passado, da janela do palácio papal, e leu em boa voz para os milhares de fiéis reunidos na Praça de São Pedro, no Vaticano.

No final de novembro, o Papa sofreu de bronquite, o que o obrigou a cancelar alguns dos eventos e a celebrar o Angelus em privado, sendo também substituído por um colaborador para ler os seus discursos.

Para permitir a sua recuperação, Francisco, natural da Argentina, cancelou uma viagem planeada ao Dubai, no início de dezembro, para participar na Cimeira do Clima.

Mas a recuperação foi total e, a 8 de dezembro, deslocou-se mesmo à Praça de Espanha para a tradicional homenagem à Virgem da Imaculada Conceição.

Continue a ler esta notícia

Relacionados