PCP diz que afirmações de Adão e Silva sobre comissão de inquérito não são adequadas - TVI

PCP diz que afirmações de Adão e Silva sobre comissão de inquérito não são adequadas

  • Agência Lusa
  • MJC
  • 10 jul, 19:36
O ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva, na Assembleia da República. António Pedro Santos/Lusa

O deputado comunista Bruno Dias considerou esta segunda-feira que "não é adequado" que os governantes façam afirmações como fez o ministro da Cultura sobre o trabalho da Assembleia da República

Relacionados

O deputado comunista Bruno Dias considerou esta segunda-feira que "não é adequado" que os governantes façam afirmações como fez o ministro da Cultura sobre o trabalho da Assembleia da República, rejeitando que o PCP seja visado.

O deputado comunista considerou que "o ministro da Cultura sabe", tal como o PCP sabe, que "não é adequado que membros do Governo produzam este tipo de afirmações sobre o funcionamento e o trabalho" da Assembleia da República.

"Houve na comissão de inquérito quem optasse por um tipo de intervenção que nós não acompanhamos, quer na forma, quer no conteúdo, e a própria intervenção do PCP ao longo dos trabalhos da comissão de inquérito serviu para marcar a diferença nesse contexto e nessa matéria, razão pela qual diria que de certeza absoluta que o ministro da Cultura não estava a pensar no PCP quando fez aquelas declarações", afirmou Bruno Dias.

O deputado respondia a perguntas dos jornalistas em conferência de imprensa, no parlamento, para apresentar as propostas de alteração do PCP ao relatório com as conclusões da comissão de inquérito à tutela política da gestão da TAP.

O ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva, reiterou hoje de manhã as críticas que fez, em entrevista à TSF e ao Jornal de Notícias, à forma como decorreram os trabalhos da comissão de inquérito à TAP, recusando “suspender o espírito crítico” sobre o funcionamento da Assembleia da República.

Nesta entrevista, Pedro Adão e Silva considerou ter havido deputados a agir como “procuradores do cinema americano de série B da década de 80” na comissão de inquérito à TAP.

Continue a ler esta notícia

Relacionados