Português detido em Angola por vender sumos com data expirada - TVI

Português detido em Angola por vender sumos com data expirada

  • Agência Lusa
  • MM
  • 26 ago 2023, 13:57
Detido

As autoridades comprovaram a caducidade do produto, existindo fortes suspeitas de parte desse lote ter sido já colocado no mercado

As autoridades angolanas detiveram um português de 52 anos na sequência da apreensão de 9.760 caixas de sumo cujas datas de validade estavam expiradas e seriam supostamente adulteradas.

Segundo um comunicado do Serviço de Investigação Criminal (SIC) as caixas de sumo Froote, produzidas numa unidade fabril chamada Future Group Industrial, em Luanda, foram apreendidas na sexta-feira e apresentavam datas de validade vencida, nos meses de janeiro, fevereiro, maio e julho.

“A apreensão é resultado de uma denúncia pública feita através de um vídeo posto a circular nas redes sociais, sobre a existência de uma fábrica onde procediam a lavagem das datas de validade do sumo de marca Froote para a sua posterior adulteração”, adianta-se na nota de imprensa.

No local, as autoridades comprovaram a caducidade do produto, existindo fortes suspeitas de parte desse lote ter sido já colocado no mercado. Os bens apreendidos estão avaliados em cerca de 20 milhões de kwanzas (22 mil euros).

Na sequência dos factos foi detido o cidadão português, representante da empresa, “que será presente ao Ministério Público para ulteriores trâmites processuais, enquanto prosseguem ações para o esclarecimento total deste crime”, referiu o SIC.

Continue a ler esta notícia