Marcelo considera “justíssimo” fiscalizar “aproveitamentos excessivos” nos preços de produtos básicos - TVI

Marcelo considera “justíssimo” fiscalizar “aproveitamentos excessivos” nos preços de produtos básicos

  • Agência Lusa
  • DCT
  • 11 mar 2023, 15:07
Marcelo Rebelo de Sousa (Lusa/Manuel de Almeida)

O Presidente da República afirmou que todos “esperam e precisam” que haja uma recuperação do crescimento, mas recordou que “isso depende muito daquilo que acontecer no mundo e na Europa”

Relacionados

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse este sábado que “é justíssimo” fiscalizar possíveis “aproveitamentos excessivos” em preços de produtos básicos e que quanto ao resto “é preciso conhecer em pormenor” as medidas propostas pelo Governo.

“Em relação a aproveitamentos excessivos e injustificados em todos os produtos principalmente em meios básicos, isso é justíssimo. Relativamente ao resto é preciso conhecer as ideias em pormenor”, disse Marcelo Rebelo de Sousa.

O Presidente da República que falava em Gondomar, no distrito do Porto, à margem do Congresso Extraordinário da Liga dos Bombeiros Portugueses, foi questionado sobre a notícia hoje avançada pelo Expresso de que o Governo está a estudar alterações à lei para fixar um limite para as margens de lucro.

“O mais importante é ter a noção que não é legítimo que, além daquilo que haja na inflação provocada por custos exteriores e consequências interiores, haja quem tire proveito disso para fins especulativos. Isso deve ser controlado e fiscalizado. Essa é uma preocupação que até o Governo já afirmou”, disse.

Marcelo Rebelo de Sousa afirmou que todos “esperam e precisam” que haja uma recuperação do crescimento, mas recordou que “isso depende muito daquilo que acontecer no mundo e na Europa”.

De acordo com a peça do Expresso se os preços dos produtos alimentares essenciais não baixarem nas próximas semanas, o Governo vai atuar.

O semanário escreve que o executivo está neste momento a estudar várias medidas e não exclui, por exemplo, vir a fixar — mesmo que excecionalmente e com carácter temporário — um limite para as margens de lucro de produtores, indus­triais e distribuidores.

Continue a ler esta notícia

Relacionados