Atenção FC Porto: Arsenal marca seis em Sheffield no regresso de Fábio Vieira - TVI

Atenção FC Porto: Arsenal marca seis em Sheffield no regresso de Fábio Vieira

Três golos nos primeiros quinze minutos, cinco até ao intervalo. Cédric Soares também foi a jogo.

Relacionados

O Arsenal, adversário do FC Porto nos oitavos de final da Liga dos Campeões, foi esta segunda-feira a Bramall Lane impor uma goleada das antigas ao Sheffield United, último classificado da Premier League, com seis golos sem resposta. Aos quinze minutos os gunners já venciam por 3-0 e já havia adeptos a abandonar as bancadas, num jogo que acabou por assinalar o regresso de Fábio Vieira e de Cédric Soares à competição.

Confira o FILME DO JOGO e os VÍDEOS DOS GOLOS

Depois das vitórias do Manchester City e do Liverpool, o Arsenal também tinha de vencer esta segunda-feira, para manter a distância para os rivais no topo da classificação e, nesse sentido, Mikel Arteta não fez poupanças e apresentou o onze de gala dos gunners. O desequilíbrio foi evidente desde o primeiro apito do jogo, com a equipa londrina a entrar forte no jogo, com Saka a atirar ao ferro logo aos dois minutos, num lance de tiro-ao-boneco que contou ainda com um remate de Martinelli.

A bola não entrou aos dois minutos, mas entrou logo a seguir, aos 5, com Havertz a encontrar Odegaard acampado na área e a servir o companheiro. O Arsenal, neste jogo a jogar de amarelo, atacava por todos os lados e multiplicava-se em ocasiões. O segundo golo, aos 13 minutos, resulta de um cruzamento de Saka e um desvio infeliz de Bogle. Bola ao centro e novo golo, agora com assinatura de Martinelli.

Para muitos adeptos do Sheffield United o jogo acabou aqui, uma vez que viraram as costas e foram mesmo embora.

O Arsenal continuou, no entanto, a massacrar e, até ao intervalo, marcou mais dois, por Havertz e Rice. Uma mão cheia de golos em 45 minutos, o que levou muitos adeptos a equacionar um possível recorde na liga inglesa. O resultado mais dilatado desde que foi implementado o modelo da Premier League, é de 9-0, já repetido por três vezes, mas nunca ninguém chegou à casa dos dois dígitos.

No entanto, Arteta aproveitou o resultado dilatado para começar a gerir a equipa, lançando, desde logo, entre várias alterações, Fábio Vieira para a contenda. O médio português já tinha estado no banco no Estádio do Dragão, mas não jogava desde 11 de novembro, há quase quatro meses.

Já com a segunda parte a decorrer, Ben White fez o sexto do Arsenal, mas nem tudo foram rosas para a equipa de Arteta. Martinelli saiu lesionado, ao pé-coxinho, e o treinador dos gunners lançou também Cédric Soares, o lateral das goleadas. O antigo jogador do Sporting foi a jogo esta noite e, nos últimos jogos em que tinha sido utilizado, o Arsenal ganhou sempre por números elevados: 5-0 ao Burnley e 6-0 ao West Ham.

Não houve mais golos, o Arsenal ficou-se pela meia-dúzia, mas conseguiu o mais importante, reduzir a diferença para o Manchester City (menos um ponto) e Liverpool (menos dois) no topo da classificação.

A classificação da Premier League

Recordamos que, depois da derrota no Dragão (0-1), o Arsenal recebe o FC Porto em Londres a 12 de março, na terça-feira da próxima semana.

Continue a ler esta notícia

Relacionados