A polícia de Lancashire multou Rishi Sunak, depois de o primeiro-ministro britânico ter feito um direto no Instagram, em que segue no banco de trás de um carro sem cinto de segurança. A informação foi confirmada pelas autoridades no Twitter.

"Na sequência da circulação de um vídeo nos meios de comunicação social mostrando um indivíduo a não usar o cinto de segurança enquanto circulava num carro em movimento em Lancashire, emitimos uma multa a um homem de 42 anos da cidade de Londres", pode ler-se.

Sunak já pediu desculpa pelo sucedido. O primeiro-ministro britânico diz que se tratou de uma “falha de julgamento” tirar o cinto para filmar o vídeo.

Circular como passageiro sem cinto de segurança num automóvel em movimento é um ato punido com uma multa que pode chegar até £500 (cerca de 560 euros), no Reino Unido.

À imprensa britânica, o porta-voz de Sunak disse que o político “aceita completamente o erro e pede desculpa”, acrescentando que o primeiro-ministro “acredita que todos devem usar cintos de segurança”.

De acordo com a BBC, o primeiro-ministro do Reino Unido estaria numa viagem pelo norte de Inglaterra, mais precisamente em Lancashire, na altura em que o vídeo foi gravado.

O clipe tem duração de cerca de um minuto e nele Sunak fala sobre a economia britânica, sendo que é possível ver-se pelo menos uma mota da polícia à medida que o carro avança.

Momento em que se vê a polícia pela janela atrás de Rishi Sunak.

A oposição não perdeu a oportunidade de criticar Sunak, com o Partido Trabalhista a dizer que o vídeo foi “uma dolorosa exibição sem fim”, depois de já ter sido visto em dificuldades a tentar usar um cartão contactless no ano passado.

“Rishi Sunak não sabe gerir um cinto de segurança, o cartão de débito, o serviço de comboios, a economia nem este país. A lista continua a crescer a cada dia e está a tornar numa dolorosa exibição sem fim”, disse o porta-voz do Partido Trabalhista.

Nuno Mandeiro