Problema no controlo de tráfego aéreo no Reino Unido (que afetou voos em Portugal e não só) foi "identificado e solucionado" - TVI

Problema no controlo de tráfego aéreo no Reino Unido (que afetou voos em Portugal e não só) foi "identificado e solucionado"

  • CNN Portugal
  • PF
  • 28 ago 2023, 15:35
British Airways

"Os nossos engenheiros vão monitorizar cuidadosamente o desempenho do sistema à medida que retomamos as operações normais", afirma o Serviço Nacional de Controlo de Tráfego Aéreo do Reino Unido em comunicado

O Serviço Nacional de Controlo de Tráfego Aéreo do Reino Unido - NATS na sigla original - afirmou na tarde desta segunda-feira que o problema técnico enfrentado desde as primeiras horas do dia foi "identificado e solucionado".

"Identificámos e solucionámos o problema técnico que afetou o nosso sistema de planeamento de voos esta manhã. Estamos agora a trabalhar em estreita colaboração com as companhias aéreas e os aeroportos para gerir os voos afetados da forma mais eficiente possível. Os nossos engenheiros vão monitorizar cuidadosamente o desempenho do sistema à medida que retomamos as operações normais", pode ler-se no comunicado do NATS.

Por volta das 12:00, o NATS afirmou que estava a sofrer um "problema técnico" naquele momento. "Aplicámos restrições ao tráfego aéreo para manter a segurança. Os engenheiros estão a trabalhar para encontrar e resolver o problema", dizia um primeiro comunicado.

Segundo a Reuters, vários passageiros queixaram-se nas redes sociais de que estavam dentro de aviões na pista à espera de autorização para descolar. A situação teve um impacto maior esta segunda-feira, uma vez que é feriado no Reino Unido e muitas pessoas terão aproveitado o fim de semana prolongado para viajar.

O Guardian avança o testemunho de uma britânica, Sarah Major, que diz estar no aeroporto de Faro com o marido e os dois filhos, de dois e quatro anos, e ter sido informada da possibilidade de um atraso de várias horas. "Às onze da manhã, estávamos no autocarro para sairmos a caminho do avião, que estava previsto descolar às 11:25. Depois de dez minutos à espera, tiraram-nos do autocarro e disseram-nos que havia uma falha dos sistemas no Reino Unido e que todos os voos ficaram em terra até nova ordem", explicou. Acabaram, mais tarde, por embarcar, mas foram informados pelo piloto de que há uma longa fila e que, por isso, podem ter de esperar mais de cinco horas até à descolagem.

À CNN Portugal, fonte da ANA - Aeroportos de Portugal admitiu que as restrições no espaço aéreo do Reino Unido poderiam ter "algum impacto" nos voos com destino e origem no Reino Unido em todos os aeroportos nacionais, podendo haver atrasos ou cancelamentos.

Continue a ler esta notícia