Roma: Cristante «lava as mãos» quanto a Mourinho - TVI

Roma: Cristante «lava as mãos» quanto a Mourinho

Lecce-Roma (EPA/ABBONDANZA SCURO LEZZI)

Médio italiano lembra que, na alta competição, os treinadores são os primeiros a sofrer com os maus resultados

Relacionados

«Daqui lavo as minhas mãos». Em Roma, sê romano. Cristante nega que os jogadores tenham sido responsáveis pelo despedimento de José Mourinho. Dias depois de Paredes elogiar o estilo de jogo de De Rossi – em detrimento das ideias do português – agora foi a vez de o médio italiano abrir o livro.

«Nunca houve uma fação contra Mourinho. Não é verdade. O futebol é assim. Quando as coisas não correm bem, o treinador é o primeiro a sair, mesmo não sendo o principal culpado», argumentou, em entrevista ao Corriere dello Sport.

Aliás, o ex-Benfica vai mais longe e reitera que os proprietários da Roma não consultaram, a priori, o plantel, para saber se aprovariam o despedimento de Mourinho.

«Muitas coisas não funcionaram», rematou Cristante.

De Rossi, que rendeu José Mourinho, venceu sete jogos em nove possíveis na Serie A, ajudando a Roma a consolidar o quinto lugar na Serie A, com 51 pontos, menos três face ao Bologna (4.º).

Continue a ler esta notícia

Relacionados