Karin Kneissl foi viver para a Rússia e levou os póneis dela - precisou de um avião militar para isso - TVI

Karin Kneissl foi viver para a Rússia e levou os póneis dela - precisou de um avião militar para isso

  • CNN Portugal
  • MG
  • 14 set 2023, 16:28
Karin Kneissl e Putin. (Getty Images)

Trata-se da ex-ministra dos Negócios Estrangeiros da Áustria

Karin Kneissl ficou conhecida em 2018 por dançar no seu casamento uma valsa com o presidente russo, Vladimir Putin. Agora vai mudar-se para a Rússia juntamente com os seus dois póneis, transportados num avião militar que partiu de uma base aérea russa em Hmeimim, na Síria, escreve o Guardian.

A ex-ministra, que teve a pasta dos Negócios Estrangeiros entre dezembro de 2017 e maio de 2019, vai viver em São Petersburgo. Karin Kneissl foi alvo de muitas críticas quando, no dia em que se casou com o empresário Wolfgang Meilinger, convidou Vladimir Putin para a boda - esse convite surgiu meses após alguns países da União Europeia terem expulsado vários diplomatas russos na sequência do ataque a Sergei Skripal, em Salisbury.

Por essa razão, a ex-ministra deixou o país no ano seguinte e mudou-se para França. Entretanto tornou-se convidada do canal de televisão Russia Today, considerado próximo do Kremlin. Mais tarde, afirma ter sido muito pressionada e instalou-se numa pequena aldeia no Líbano.

Agora decidiu mudar-se para a Rússia para liderar um grupo de reflexão da Universidade de São Petersburgo. ''O Líbano era apenas uma solução temporária. Eu viajava para a Rússia a cada seis semanas para trabalhar'', diz agora, citada pelo Guardian. 

Esta quarta-feira, Karin Kneissl divulgou que já teria levado os seus ‘’livros, roupas e póneis de Marselha para Beirute’’ em junho de 2022. Admite estar muito grata pelos seus dois póneis terem sido transportados para São Petersburgo num avião militar russo. ‘’Seria impossível conduzir um camião pela Síria tendo em conta as circunstâncias da guerra", explicou a ex-ministra à agência de notícias France Presse. "Devido às sanções, não há voos ou serviços (de transporte) da DHL", afirmou na rede social Telegram.

Continue a ler esta notícia