Vamos lá falar sobre o elefante na sala: a intimidação de ginásio - TVI

Vamos lá falar sobre o elefante na sala: a intimidação de ginásio

  • CNN
  • Melanie Radzicki McManus
  • 11 set 2023, 13:43
Schwarzenegger prepara-se para levantar pesos no ginásio ao ar livre de Muscle Beach, na Califórnia, em 1976. Al Satterwhite Cortesia Taschen para a CNN

"O exercício é para toda a gente." Mas nem toda a gente fica confortável quando tem de o fazer diante de outros

O ginásio intimida-o? Vamos resolver isso

por Melanie Radzicki McManus, CNN


Acontece a todos os que frequentam ou, em algum momento, frequentaram um ginásio. É aquele momento em que se está a preparar para se deslocar até ao local do ginásio ou está prestes a começar a usar as máquinas e, de repente, sente-se stressado e ansioso. Talvez seja por causa da roupa que está a usar, da falta de condição física ou da incerteza sobre o funcionamento de uma aula de grupo. Estes sentimentos negativos - apelidados "intimidação de ginásio" - são reais e podem impedi-lo de atingir os seus objetivos. É um problema real, dizem os especialistas.

Existem inúmeras provas de que a boa forma física é fundamental para prevenir doenças crónicas e uma morte precoce. Manter-se ativo também ajuda a dormir melhor, a atingir ou manter um peso saudável e a controlar a tensão arterial. Além disso, o exercício físico é uma força poderosa no combate ao stress, à ansiedade e à depressão - algo um pouco irónico quando estamos a falar precisamente de ansiedade desencadeada pela ideia de ir ao ginásio. "A ansiedade do ginásio afeta pessoas jovens, idosas, homens e mulheres", afirma à CNN Brookelyn Suddell, directora de estratégia e desenvolvimento do grupo Crunch Fitness, em Nova Iorque. "Afeta pessoas de todas as etnias e raças e de todos os níveis de capacidade, embora a frequência e intensidade variem de pessoa para pessoa."

A intimidação que o ginásio pode provocar é muito comum, embora poucas pessoas falem sobre isso, diz Erin Nitschke, profissional certificada de treino personalizado. "Qualquer pessoa para quem o ambiente de ginásio seja algo novo, que tenha preocupações com a imagem corporal ou insatisfação com o corpo ou que, no geral, se sinta desconfortável em espaços com muita gente pode passar por isso", disse Nitschke, que é diretora do programa de ciências do Laramie County Community College em Cheyenne, Wyoming, EUA..

A ansiedade de fazer exercício num ginásio também pode ser atribuída ao facto de o ginásio ser, na verdade, um ambiente peculiar, diz Suddell. Enquanto as pessoas vão a um café para tomar uma chávena de café ou ao cinema para se divertirem, as pessoas vão ao ginásio por um conjunto muito diverso de razões. Os frequentadores do ginásio podem estar lá pelos benefícios para a saúde, por exemplo, ou para resolver um problema de saúde, para atingir um objetivo atlético específico ou para obter validação social. "Temos todas estas pessoas muito próximas umas das outras, todas no ginásio pelas suas próprias razões, mas não sabemos quais são as razões de cada uma", diz Suddell.

Esta ambiguidade pode levar a que nos sintamos julgados ou pouco enquadrados no ambiente de ginásio, especialmente se não formos capazes de alcançar o que os outros conseguem ou se não tivermos a certeza de como utilizar uma máquina ou equipamento. 

Os sentimentos de insegurança e o receio da opinião dos outros são alguns dos fatores que estão por detrás da popularidade dos vídeos de treino para raparigas tímidas que, no seu conjunto, acumularam mais de 530 milhões de visualizações no TikTok. Uma utilizador comentou um dos vídeos com a seguinte frase: “Quero mesmo muito fazer isto, mas fico com uma enorme ansiedade só de pensar que alguém me pode julgar”. 

Há uma série de truques que podem contribuir para tornar a ida ao ginásio mais agradável. Mas, primeiro, é necessário identificar exatamente o que o está a deixar desconfortável, segundo Nitschke. Uma forma de o fazer é refletir sobre algumas questões simples: como é que eu descreveria as minhas preocupações em relação ao ginásio? Quais são os meus principais receios? O que é que ajudaria a aumentar a minha confiança no ginásio e a sentir que pertenço a ele?
Depois de identificar os seus medos e preocupações, veja se algum dos conselhos deixados por Nitschke mais abaixo neste texto pode ajudá-lo.

Os ginásios são todos diferentes. Espaços mais pequenos ou ginásios só para mulheres podem ser exatamente o que precisa para aumentar a sua confiança. Por outro lado, pode preferir um ginásio de grandes dimensões com várias aulas e equipamento à escolha. Preste também atenção à localização. Deve procurar um ginásio razoavelmente perto do trabalho ou de casa.

Vista-se para o sucesso

Use roupas confortáveis com as quais se sinta bem, independentemente dos estilos que estão na moda no ginásio - especialmente se a moda for roupa muito apertada ou reveladores da silhueta. Um vídeo do TikTok de uma rapariga tímida sugeriu uma t-shirt larga e uns calções. No entanto, se se sente mais confiante com collants e um top curto, é isso que deves usar.

Peça orientações

A maioria dos ginásios oferece o serviço de visita guiada prévia, o que permite ficar a saber como utilizar determinadas peças de equipamento e ainda saber mais sobre as aulas mais populares e as horas de maior afluência. Uma vez munidos destes conhecimentos, podemos optar por ir em horários em que não há multidões ou utilizar equipamentos em locais mais escondidos. Ou talvez escolher uma hora mais movimentada mas conveniente - e tome só banho em casa, em vez de o fazer no balneário.

“Desapareça” no meio de amigos ou de um grupo

Algumas pessoas sentem-se menos visíveis e mais à vontade se fizerem exercício com um ou dois amigos, o que também proporciona mais apoio social. As aulas de grupo podem ser outra boa opção. Se for novo nestas aulas, pode ser bom ir mais para trás, para o fundo da sala, até se sentir confortável com a coreografia.

Considere opções de exercício que não passam por um ginásio

Se não se sentir bem no ginásio, há sempre a possibilidade de fazer treinos individuais, treinos online e exercício ao ar livre, como caminhar, correr e andar de bicicleta. O mais importante é não deixar que o desconforto no ginásio o impeça de fazer exercício físico. "O exercício é para toda a gente", diz Suddell. "Pode ser necessário um pouco mais de procura por informação, mas há algo lá fora que vai incendiar a sua vontade de fazer desporto. Espero que ninguém desista disso."

Continue a ler esta notícia