Escuteiros pedem a Seul fim antecipado de encontro mundial devido ao calor - TVI

Escuteiros pedem a Seul fim antecipado de encontro mundial devido ao calor

  • Agência Lusa
  • 5 ago 2023, 07:56
World Scouts Meeting

Perto de 43 mil pessoas de todo o mundo, a maioria adolescentes, estavam a participar no encontro, na região costeira de Buan

 A Organização Mundial do Movimento Escuteiro pediu a Seul que pondere o fim antecipado de um encontro mundial, devido a uma onda de calor que já levou ao abandono de milhares de escuteiros britânicos.

Pelo menos 600 participantes do Jamboree Mundial tiveram de receber tratamento por insolação ou outras doenças relacionadas com as temperaturas altas desde que o maior acampamento anual organizado pelo movimento escuteiro começou, na quarta-feira.

O movimento escuteiro disse que pediu aos organizadores sul-coreanos que “considerassem opções alternativas para encerrar o evento antes do previsto e apoiar os participantes até que eles partissem para os seus países de origem”.

O Presidente sul-coreano, Yoon Suk-yeol, ordenou o envio de médicos militares e enfermeiras para o local, assim como autocarros com ar condicionado, onde os escuteiros se podem abrigar temporariamente, e camiões frigoríficos carregados com água.

Mas, num comunicado, o movimento escuteiro pediu garantias mais fortes de que os organizadores “farão todo o possível para resolver os problemas causados pela onda de calor, disponibilizando mais recursos”.

“Continuamos a pedir ao anfitrião e ao Governo sul-coreano que honrem os seus compromissos de mobilizar recursos financeiros e humanos adicionais e tornar a saúde e a segurança dos participantes a sua principal prioridade”, afirmou o movimento.

O comunicado surgiu depois da Associação de Escuteiros do Reino Unido anunciar que iria retirar mais de quatro mil britânicos, o maior contingente nacional presente no Jamboree, e transferi-los para hotéis no fim de semana, num grande revés para a organização.

Também o contingente dos Estados Unidos disse, num email enviado às centenas de escuteiros norte-americanos presentes no evento, estar a ponderar a retirada no domingo, devido ao “clima extremo e condições resultantes”.

Os militares dos Estados Unidos ofereceram-se para abrigar cerca de 600 escuteiros norte-americanos em Camp Humphreys, uma grande base militar em Pyeongtaek, ao sul da capital, Seul.

Cerca de 43 mil pessoas de todo o mundo, a maioria adolescentes, estavam a participar no encontro, na região costeira de Buan, na província de Jeolla do Norte, no norte da Coreia do Sul.

A presidência sul-coreana realizar uma reunião de emergência do governo para aprovar uma ajuda de emergência de seis mil milhões de wons (4,2 milhões de euros) devido à onda de calor que tem atingido o país.

De acordo com a agência de notícias France-Presse, a península coreana vive atualmente uma vaga de calor com temperaturas diárias em torno de 35 graus Celsius, o que desencadeou um alerta de onda de calor máximo.

Continue a ler esta notícia