Sharon Stone diz que perdeu a guarda do filho por um cruzar de pernas - TVI

Sharon Stone diz que perdeu a guarda do filho por um cruzar de pernas

  • CNN Portugal
  • WL
  • 9 mar 2023, 18:36
Sharon Stone

Juiz terá perguntado a criança de quatro anos se sabia que a mãe fazia “filmes de sexo”, segundo o relato da atriz norte-americana

Relacionados

É uma das cenas mais conhecidas do cinema e marcou a carreira de Sharon Stone como nenhuma outra: o cruzar de pernas em “Instinto Fatal”, que a atriz diz agora ter levado à perda da custódia do filho em tribunal.

A atriz revela agora que o juiz responsável pelo processo de divórcio fez ao seu filho, à data com quatro anos, uma pergunta inesperada: “Sabias que a tua mãe faz filmes de sexo?.” Numa conversa no podcast “Table For Two”, a artista alega que foi alvo de preconceito.

Em causa está uma cena em que, num interrogatório, a personagem de Sharon Stone cruza as pernas, deixando vislumbrar, de forma muito ligeira, parte da sua zona genital. A cena tem alimentado debates ao longo dos anos, com a atriz a alegar que foi mostrado demais sem o seu consentimento. Já o realizador Paul Verhoeven tem argumentado que a atriz reviu a cena depois de concluída.

Stone insiste agora que esses segundos no thriller psicológico de 1992 foram usados “como uma arma contra ela” na luta pela custódia do filho Roan, agora com 22 anos, que adotou com o então marido Phil Bronstein. “Quando o juiz perguntou ao meu filho – ao meu pequeno rapaz: ‘Sabes que a tua mãe faz filmes de sexo?’. Este tipo de abuso pelo sistema – em que consideraram que tipo de mãe é que eu era por causa de um filme”, lamentou.

A norte-americana ficou com direito a visitar o filho e confessa também agora que a decisão judicial a levou ao hospital, poucos meses depois, com problemas cardíacos: “Quebrou-me o coração. Literalmente, quebrou-me o coração.”

A atriz recordou ainda o momento em que, na cerimónia dos Globos de Ouro de 1993, os colegas riram quando o nome dela foi anunciado. “Foi horrível. Fui tão humilhada”, assumiu, recordando que o papel tinha sido desejado por muitas atrizes e que o processo de audição dela se arrastou por meses.

No ano passado, Stone publicou o livro “A Beleza de Viver Duas Vezes”, onde reforça a crença de que o realizador de “Instinto Fatal” a enganou para se expor na cena, dizendo que não tinha ideia de que a imagem seria usada até vê-la no grande ecrã.

Continue a ler esta notícia

Relacionados