Pelo menos 57 mortos na Síria em confrontos entre fações curdas - TVI

Pelo menos 57 mortos na Síria em confrontos entre fações curdas

  • Agência Lusa
  • PF
  • 3 set 2023, 17:22
Curdos na Síria (AP)

Entre as vítimas estão oito civis, quatro deles menores de idade

Os conflitos internos entre a aliança liderada pelos curdos Forças da Síria (FSD) e um dos grupos seus afiliados na província síria de Deir al Zur causaram a morte de pelo menos 57 pessoas, entre as quais oito civis, anunciou este domingo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

De acordo com a ONG, com sede no Reino Unido e com uma ampla rede de colaboradores no terreno, entre os oito civis encontram-se quatro menores de idade e uma mulher, vítimas dos confrontos na província.

No sábado, apesar da imposição do recolher obrigatório em Deir al Zur por parte das FSD, pelo menos uma mulher e uma criança morreram num bombardeamento de artilharia na localidade de Hajin, segundo o Observatório.

A mesma fonte deu ainda conta de mais 12 civis feridos.

O FSD e os combatentes tribais do Conselho Militar de Deir al Zur, até agora aliado da coligação curda síria, estão em confronto em várias partes da província depois de no domingo passado o FSD ter detido o líder do Conselho, Ahmed al Khabil, a par de outros comandantes seniores dessa formação aliada na província vizinha de Al Hasakah.

A coligação internacional liderada pelos Estados Unidos que luta contra o Estado Islâmico (EI) e é aliada dos curdos sírios, apelou esta manhã à “cessação imediata dos combates” em Deir al Zur, alertando que os mesmos “têm graves consequências” para as operações contra o grupo terrorista.

Continue a ler esta notícia