«Ninguém se atreve a pressionar» o PGR - TVI

«Ninguém se atreve a pressionar» o PGR

Pinto Monteiro (foto Lusa)

«Porque sabe que tenho mau feitio», justifica Pinto Monteiro. Sobre o Freeport, sublinha apenas que «foram feitas mais diligências nestes 15 dias do que em quatro anos»

Relacionados
O Procurador-Geral da República, Pinto Monteiro, em entrevista ao Correio da Manhã, garante que não desconfia de nenhum magistrado com intervenção no caso Freeport, critica o andamento «irregular» da investigação e revela que as autoridades inglesas já estão a colaborar com Portugal.

Sobre os magistrados do Ministério Público, Pinto Monteiro diz que «nunca ouviu falar em nenhuma pressão, nenhuma intimidação». E falando de si garante: «Nem nunca alguém se atreve a pressionar-me porque sabe que eu tenho mau feitio».

Sobre o Freeport, o procurador sublinha apenas que «foram feitas mais diligências nestes 15 dias do que em quatro anos». Acrescentou ainda que em 2005 foi pedida uma carta rogatória e o processo ficou «praticamente parado».
Continue a ler esta notícia

Relacionados

EM DESTAQUE