Amorim explica Edwards no banco: «Eu ainda tenho uma grande limitação» - TVI

Amorim explica Edwards no banco: «Eu ainda tenho uma grande limitação»

Atalanta-Sporting (MICHELE MARAVIGLIA/ANSA/EPA)

Treinador do Sporting disse a Trincão que ia ser titular e não conseguiu voltar com a palavra atrás, apesar de reconhecer que isso podia não ser o melhor para a equipa no jogo desta quinta-feira

Relacionados

Ruben Amorim, treinador do Sporting, em declarações na conferência de imprensa após o empate dos leões com a Atalanta em Itália (1-1):

[A sobre a boa resposta de Edwards depois do acidente de viação na véspera e o jogo de St. Juste, que foi titular]

«O St. Juste tem características invulgares. É muito rápido, joga muito bem com os dois pés e tem muito bons apoios no um contra um. Às vezes não precisamos de tanta ajuda como com outros centrais, porque isso liberta a equipa para pressionar mais alto. Já o conhecemos bem. O segredo é mantê-lo saudável. Estamos a tentar dar esse passo.»

«O Marcus [Edwards] teve um acidente de carro que acabou por não ser grave porque nem ele nem a outra pessoa ficaram feridos. Foi-nos dito que ele estava branco e com uma sensação diferente no corpo. Se calhar foi do choque.

E nós tivemos de preparar o jogo. Eu ainda tenho uma grande limitação, porque disse a outro jogador que ia jogar e não consegui tirá-lo. Mesmo que ache que isso pode prejudicar um bocadinho o nosso jogo, eu ainda não consigo fazer isso. Assim que ao intervalo vimos que se calhar dava para o Marcus e o Geny jogarem - porque o Geny também tinha limite de tempo - metemo-los, mas a segunda parte de todos foi diferente da primeira.»

Continue a ler esta notícia

Relacionados

EM DESTAQUE