«Foi transmitido ao Chermiti que Gyökeres estava claramente à frente dele» - TVI

«Foi transmitido ao Chermiti que Gyökeres estava claramente à frente dele»

Amorim explicou que a saída do jovem avançado permite segurar «a base da equipa»

Relacionados

Ruben Amorim comentou esta sexta-feira a saída de Youssef Chermiti para o Everton e reconheceu que o internacional sub-19 português iria ter pouco espaço no Sporting esta temporada, devido à contratação de Viktor Gyökeres.

O técnico dos leões explicou ainda que o encaixe com a venda de Chermiti permite segurar alguns titulares.

«É um jogador com o qual contávamos, mas temos de fazer escolhas e têm a ver com os jogadores que estão a entrar e a sair, o dinheiro que sai e que entra. Depois, olhámos para as características dos avançados, temos  dois [Paulinho e Gyökeres], mais o Rodrigo [Ribeiro] e o Youssef, que nos esticava mais o jogo. O Viktor veio com essas características e estando – e foi isso que foi transmitido – claramente à frente do Youssef, ele ia ter menos espaço», começou por dizer.

«Tendo esta oportunidade de ir para a Premier League e fazermos o encaixe, são essas as escolhas que fazemos enquanto clube. Gostamos de ter jovens jogadores criados aqui no clube, mas acho que é um bom sinal, porque temos de começar a fazer estas vendas para não perdermos os titulares e a base da equipa. Temos que ir crescendo assim. Foi uma escolha do clube deixar o Youssef ir para o Everton», acrescentou.

Chermiti assinou um contrato válido por quatro temporadas, até 2027, pelos toofees.

Continue a ler esta notícia

Relacionados