Pilotos da TAP convocam greve para a Páscoa - TVI

Pilotos da TAP convocam greve para a Páscoa

  • CNN Portugal
  • com Lusa - notícia atualizada às 00:31
  • 23 mar 2023, 23:14
TAP (imagem Getty)

Greve acontece entre os dias 7 e 10 de abril

Relacionados

O Sindicato de Pilotos de Aviação Civil (SPAC), que representa os pilotos da TAP, aprovou esta quinta-feira o pré-aviso de greve para os dias 7, 8, 9 e 10 de abril para pressionar o Governo a ratificar o acordo assinado com a TAP, que repõe condições laborais retiradas em 2021, apurou a CNN Portugal.

A greve foi aprovada esta noite numa assembleia de pilotos. Segundo fonte do Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC), em declarações à Lusa, o pré-aviso foi aprovado porque "a tutela não está a comprometer-se a assegurar este acordo com a nova gestão" da TAP, referindo-se à saída da atual CEO da TAP, no final deste mês, e a entrada do novo presidente executivo, Luís Rodrigues, depois de meados de abril.

"Até o Governo ratificar a proposta mantemos a greve", precisou fonte da direção do SPAC, insistindo que "falta a tutela aprovar" a proposta acordada entre a TAP, cuja presidência vai mudar, e o SPAC.

O acordado entre a TAP e o sindicato assegura uma "reposição de condições de trabalho retiradas no acordo de 2022", precisou.

Em comunicado enviado às redações, o SPAC diz que entre os temas incluídos no Protocolo negociado entre o SPAC e a TAP, submetidos a votação pelos Pilotos esta quinta-feira estava "o acordo sobre a integração de Pilotos despedidos face à necessidade de contratação e retenção de talento, o pagamento aos Oficiais Pilotos com funções de comando em cruzeiro, o pagamento do dia de serviço de assistência no aeroporto e dos simuladores, as mesmas medidas aplicadas recentemente a outras classes profissionais, a nova tabela de ajudas de custo com a abertura para regressar ao modelo anterior, caso não se revele favorável e ainda a compensação em abril e maio das rubricas referentes à ajuda de custo complementar e o seu acerto anual, com retroatividade a março, caso se feche acordo de novo AE no final de maio".

"O Protocolo proposto pela TAP inclui um conjunto de medidas que, não sendo o desejado, são consideradas pelos Pilotos como suficientes para repor alguma justiça e repor algum poder de compra dos Pilotos, repondo o ajustamento das condições de trabalho, no contexto da contratação de novos Pilotos, atualmente em curso", lê-se ainda no comunicado.

O SPAC diz ainda que "aguarda o cumprimento do acordo assinado com a Comissão Executiva, por parte do acionista, para levantar o pré-aviso de greve".

A TAP encerrou 2022 com um lucro líquido de 65,6 milhões de euros, mais 1.664,7 milhões de euros do que no ano anterior, informou a transportadora aérea, em comunicado.

O plano de reestruturação da TAP, aprovado pela Comissão Europeia no final de 2021, previa que a companhia começasse a registar lucro em 2025 e obtivesse um resultado operacional positivo em 2023, algo que a empresa atingiu no primeiro semestre de 2022.

Continue a ler esta notícia

Relacionados