Morreu a supermodelo alemã Tatjana Patitz, ícone de beleza na década de 90, tinha 56 anos.

A causa de morte terá sido doença, segundo disse o seu agente à Associated Press, sem dar mais detalhes sobre o seu estado de saúde.

Patitz vivia na Califórnia, Estados Unidos. Foi capa de dezenas de revistas de moda.

Segundo a diretora da Vogue norte-americana, Anna Wintour, a modelo alemã "foi sempre o símbolo europeu do chique, uma mistura entre Romy Schneider e Monica Vitti". "Ela era muito menos visível do que as outras modelos - mas mais misteriosa, mais adulta, mais inalcançável", sublinhou, em comunicado divulgado pela revista, a primeira a anunciar a sua morte, nesta quarta-feira.

Tatjana Patitz foi uma das supermodelos que participou no famoso videoclip de George Michael, "Freedom", juntamente com Cindy Crawford, Linda Evangelista, Naomi Campbell e Christy Turlington.

CNN Portugal