Mulher detida após tentar invadir casa de Taylor Swift - TVI

Mulher detida após tentar invadir casa de Taylor Swift

  • CNN Portugal
  • CNC
  • 9 jul 2023, 08:36
Taylor Swift (AP)

Detenção ocorreu na segunda-feira

Relacionados

Uma mulher, que já tinha sido avisada para se afastar da casa de Taylor Swift, em Rhode Island, EUA, foi detida na segunda-feira por invasão de propriedade, apenas um mês após um homem ter sido também detido e acusado de invasão de privacidade, perseguição e assédio à cantora.

O chefe da polícia Westerly, Paul Gingerella, afirmou que a polícia foi enviada para o local para investigar a denúncia de que uma mulher estaria a invadir a propriedade, avança a CNN International. Segundo o chefe da polícia, a mulher já teria sido avisada para não se aproximar da casa.

Apesar de a polícia não ter anunciado oficialmente que a propriedade pertencia a Taylor Swift, a empresa que detém a propriedade tem o mesmo endereço da sede da agência da cantora em Nashville.

A mulher foi detida na segunda-feira junto aos portões da casa, segundo a CTV News e, de acordo com registos do tribunal, será presente a tribunal no dia dia 14 de julho. Não existem certezas de que Taylor Swift estivesse em casa, uma vez que se encontra em digressão.

De acordo com a CNN International, ntes dos acontecimentos de segunda-feira, a 2 de junho, Mitchell Taebel, de 36 anos, também tinha sido detido e enviado para a cadeia de La Porte, no estado de Indiana, EUA, sob a acusação de perseguição, intimidação, invasão de privacidade e assédio a Taylor Swift.

Taebel foi ainda acusado de enviar mensagens ameaçadoras à cantora e à equipa entre março e maio. 

Em comunicado, o Tribunal Superior de La Porte, anunciou que Mitchell Taebel enviou uma mensagem no Instagram à estrela em que afirma que "usaria de bom grado uma bomba se não pudesse estar com a sua alma gémea".

No dia 5 de maio, o suspeito terá viajado até ao Estádio Nissan, apesar de ter sido colocado numa lista de preocupações de segurança, pelo que não poderia comprar qualquer bilhete para o espetáculo.

Mas denúncias e detenções por invasão de propriedade e privacidade não são uma novidade para a cantora. Em julho de 2019, um homem de Iowa, EUA, que teria dito querer conhecer Taylor Swift, foi detido perto da casa de praia da cantora, carregando um pé de cabra e ferramentas para abrir fechaduras, reporta a CBS News. Apenas uns meses mais tarde, um homem de Nova Jérsia, EUA, foi também detido por invasão da propriedade da cantora.

Continue a ler esta notícia

Relacionados