Funcionário do governo indiano manda esvaziar barragem com 2 milhões de litros de água para recuperar telemóvel - TVI

Funcionário do governo indiano manda esvaziar barragem com 2 milhões de litros de água para recuperar telemóvel

  • CNN Portugal
  • NM
  • 29 mai 2023, 09:56
Índia (fonte Twitter)

Caso está a gerar indignação. Depois da drenagem de grandes dimensões, não foi possível encontrar o dispositivo

Na Índia, um funcionário do governo deixou cair o telemóvel - um Samsung S23 Ultra que custa cerca de 1.300 euros, em Portugal - na barragem de Paralkot e, perante o incidente, optou por mandar esvaziar mais de dois milhões de litros de água. O incidente ocorreu no domingo da semana passada, 21 de maio, quando Vishwas e um grupo de amigos tentavam tirar uma selfie nas margens.

O homem chama-se Rajesh Vishwas e ordenou que, durante quatro dias, bombas drenassem a água da barragem. Na sexta-feira, o inspetor alimentar indiano acabou por ser suspenso.

Num vídeo, partilhado pelo jornal indiano The Indian Express, Vishwas explicou que alugou uma bomba de água a diesel para “drenar um pouco de água num canal” com o propósito de recuperar um telemóvel, garantindo que o fez apenas depois de pedir permissão ao sub-chefe da divisão governamental. Vishwas revela ainda que apesar de todo o esforço e do aparato não foi possível encontrar o dispositivo.

O seu superior hierárquico acabou por suspendê-lo, por uso indevido do cargo que ocupa, realçando ainda que desperdiçou milhões de litros de água durante um período de temperaturas altas e seca.

Na ordem de suspensão, a que a CNN teve acesso, também está descrito que Vishwas não obteve qualquer permissão para drenar a água.

Em sua defesa, Rajesh Vishwas garante que o volume de água drenado fazia parte de uma secção de transbordamento e, portanto, esta água “não estava em condições de uso”.

Continue a ler esta notícia

Mais Vistos