Rikkie Kollé é a primeira mulher trans a vencer o concurso Miss Países Baixos - TVI

Rikkie Kollé é a primeira mulher trans a vencer o concurso Miss Países Baixos

  • CNN Portugal
  • JM
  • 11 jul 2023, 11:56
Rikkie Kollé (Getty Images)

Vai agora representar os Países Baixos no próximo concurso de Miss Universo, no final deste ano.

Relacionados

Rikkie Kollé, de 22 anos e natural de Breda, tornou-se a primeira concorrente transgénero a ganhar o título de Miss Países Baixos, no sábado, assegurando o seu lugar como representante deste país no próximo concurso de Miss Universo, no final deste ano.

Num post no Instagram, após a sua vitória, Kollé exclamou: "Consegui! Deixei a minha comunidade orgulhosa e mostrei que é possível". Durante toda a competição, que reduziu centenas de candidatas a 10 finalistas em abril, Kollé utilizou esta plataforma para promover uma visão mais inclusiva dos concursos de beleza e incentivou outras pessoas a sentirem-se inspiradas.

Kollé, que foi submetida a uma cirurgia de mudança de sexo no início deste ano, contou a sua experiência de autodescoberta ao mudar de nome, de Rik para Rikkie, aos 11 anos de idade. No mês passado, partilhou um vídeo na sua página do Instagram, afirmando: "A organização Miss Universo pediu-nos para nos descrevermos com uma palavra. A palavra que escolhi é 'vitória' porque, quando era criança, venci todos os obstáculos que surgiram no meu caminho - e olhem para mim agora, aqui de pé, como uma mulher trans forte, empoderada e confiante".

O concurso Miss Universo tem permitido a participação de concorrentes trans desde 2012. Atualmente, é propriedade da empresária tailandesa e estrela de reality show Anne Jakkaphong Jakrajutatip, que também é transgénero.

Kollé foi coroada em palco pela vencedora do ano passado, Ona Moody. A faixa foi-lhe também entregue pela atual Miss Universo, R'Bonney Gabriel.

Se Kollé for a vencedora do concurso Miss Universo, será a primeira mulher transg a usar a cobiçada tiara. Em 2018, Ángela Ponce, de Espanha, tornou-se a primeira concorrente transgénero, mas não chegou à final.

O concurso Miss Universo 2023, agendado para dezembro, contará com concorrentes de 90 países de todo o mundo.

Continue a ler esta notícia

Relacionados