Mais de 187 mil passageiros com direito a indemnização por perturbações nos voos - TVI

Mais de 187 mil passageiros com direito a indemnização por perturbações nos voos

  • ECO - Parceiro CNN Portugal
  • Joana Abrantes Gomes
  • 2 mar 2023, 12:55
Aeroporto

Neste inverno, mais de 2 milhões de passageiros tiveram problemas nos seus voos. Dezembro foi o mês com mais atrasos e cancelamentos

Relacionados

Do total de 7,35 milhões de passageiros que viajaram a partir dos aeroportos nacionais entre novembro de 2022 e fevereiro deste ano, cerca de 2,5 milhões (35%) viram o seu voo cancelado ou atrasado, segundo números da AirHelp, organização especializada na defesa dos direitos dos passageiros aéreos.

A maioria desses 2.572.868 passageiros viu o seu voo atrasar-se entre 15 minutos a 2 horas, pelo que não têm direito a compensação financeira. No entanto, 55.325 pessoas tiveram o seu voo atrasado por mais de três horas e outras 111.466 viram a sua viagem ser cancelada, o que lhes dá direito, segundo as regras europeias em vigor desde 2004, a exigir uma indemnização à companhia aérea responsável. Somando os números de overbooking (recusa de embarque) e de perda de voos de ligação, chega-se a um total de 187.851 pessoas com direito a compensação financeira.

Dezembro foi o mês mais conturbado para voar, o que se justifica pelas várias companhias aéreas que fizeram greves durante esse mês — como foi o caso da TAP, em Portugal. Só no último mês de 2022, 1.974.695 passageiros voaram a partir dos aeroportos nacionais, dos quais 845.201 (42,80%) tiveram algum tipo de perturbação no seu voo.

Humberto Delgado é o aeroporto menos pontual. Lisboa-Genebra foi a rota mais afetada

O Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, encabeça a lista dos aeroportos nacionais com mais problemas de pontualidade nos últimos quatro meses, seguindo-se seis aeroportos nas ilhas: Ponta Delgada, Corvo, Santa Cruz das Flores e Horta, todos nos Açores; e o Aeroporto da Madeira.

Pelo contrário, os mais pontuais são os aeroportos de Vila do Porto, em Santa Maria; Lajes, na Terceira; São Jorge; Pico (Açores); o Aeroporto de Faro; e o Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto. Nestes aeroportos, mais de 73% dos voos foram on time.

No que toca às rotas com mais passageiros afetados por perturbações nos voos, embora a mais comum seja Lisboa-Madrid, com 2.020 voos operados e 290.616 pessoas transportadas entre novembro de 2022 e fevereiro deste ano, foi superada pela rota Lisboa-Paris (Aeroporto de Orly). Em terceiro lugar, a rota Lisboa-Madeira teve cerca de 78.000 passageiros impactados por perturbações nos voos no mesmo período.

Com 56% dos voos com perturbações, Lisboa-Genebra foi a rota mais afetada, enquanto Porto-Madrid foi a menos afetada, com apenas 10% dos voos com perturbações.

Continue a ler esta notícia

Relacionados

Mais Vistos